Outras formas de visualizar o blog:

domingo, 21 de dezembro de 2014

Origens e significados da Missa do Galo

Missa do Galo é aquela que se celebra na Véspera de Natal
Missa do Galo é aquela que se celebra na Véspera de Natal
A Missa do Galo é aquela que se celebra na Véspera de Natal, começando à meia noite de 24 para 25 de dezembro.

O nome “Missa do Galo” deriva da tradição segundo a qual à meia-noite do dia 24 de dezembro um galo cantou como nunca se tinha ouvido de outro animal semelhante, anunciando a vinda do Messias, filho de Deus vivo, Jesus Cristo.

Um costume da província de Toledo, na Espanha, consistia em que, antes de baterem as 12 badaladas da meia-noite de 24 de dezembro, cada lavrador matava um galo em memória daquele que cantou três vezes quando Pedro negou Jesus.

A ave era depois levada para a Igreja a fim de ser oferecida aos pobres, que viam assim o seu Natal melhorado.

Era costume, em algumas aldeias espanholas e portuguesas, levar o galo para a igreja, a fim de que este cantasse durante a missa, significando um prenúncio de boas colheitas.

A Missa do Galo foi instituída no século V, após o Concílio de Éfeso (431 d.C.), começando a ser celebrada na basílica do monte Esquilino, erigida pelo o papa Sisto III em honra de Nossa Senhora.

Trata-se da famosíssima Basílica de Santa Maria Maggiore. O galo foi escolhido como símbolo desta celebração porque representa vigilância, fidelidade e testemunho cristão.

Nos primeiros séculos, as vigílias festivas eram dias de jejum. Os fiéis reuniam-se na igreja e passavam a noite rezando e cantando. A igreja era toda iluminada com lâmpadas de azeite e tochas.

Para iluminar a Missa havia círios e tochas junto ao altar, enquanto as paredes eram revestidas de panos e tapetes. O templo era perfumado com alecrim, rosmaninho e murta. Em alguns locais mais frios, era costume deitar palha no chão para aquecer o ambiente.

Dada a sua importância, pois anuncia o nascimento do Deus vivo – eis que o verbo se fez carne (Jo, 1:14) –, o próprio Papa, bispo de Roma, deve conduzir a celebração pessoalmente, pois ele é sucessor de Pedro, o apóstolo que Jesus mesmo designou como primeiro dirigente da Igreja (Mt 16:18).
Incensação do Menino Jesus
Incensação do Menino Jesus.

Ao entrar na Igreja, a grande curiosidade era o presépio. A vigília de Natal começava com uma oração, com a leitura das Sagradas Escrituras, pregação e com um canto. Antes de o sol nascer, rezava-se a Missa do Galo ou da aurora.

Após seguia-se a representação de um auto de Natal, dentro da igreja. Na metade da manhã do dia 25, celebrava-se a missa da festa.

A missa de Natal começava com um cântico natalício. No momento do “Gloria in excelsis Deo”, as campainhas tocavam para assinalar o nascimento do Redentor.

No fim da missa, todos iam oscular o Menino. Em algumas igrejas, o presépio estava velado até à altura do cântico.

Hoje, tradicionalmente, depois da missa, as famílias voltam para suas casas, colocam a imagem do Menino Jesus no Presépio, realizam cânticos e orações em memória do Messias, Filho de Deus, confraternizam-se e compartilham a Ceia de Natal, com eventual distribuição de presentes.


domingo, 14 de dezembro de 2014

Árvore de Natal: uma tradição medieval
criada por Santos e reis católicos



O costume de ornar um pinheiro nas festas de Natal data dos tempos do Papa São Gregório Magno (540-604), que impulsionou a cristianização das tribos germânicas no início da época medieval.

Estas tribos tinham o costume esdrúxulo de adorarem árvores e lhes oferecerem sacrifícios.

Os missionários e monges aproveitaram então a forma triangular do pinheiro para explicar aos bárbaros o mistério da Santíssima Trindade.

Mas as coisas não eram fáceis.

A primeira árvore de Natal remonta ao longínquo ano 615. São Columbano, monge irlandês fora à França para abrir mosteiros.

Mas a indiferença dos habitantes era tal que ele estava quase desanimando.

Numa noite de Natal, teve ele a idéia de cortar um pinheiro, única árvore verde nessa época do ano e iluminá-lo com tochas.


Todo mundo ficou intrigado.

A aldeia correu em peso a ver a maravilha.

Então o santo monge pregou o nascimento do Menino Jesus!

Mas são muitas as cidades que disputam a autoria da encantadora árvore.

Segundo muitos, ela nasceu na Alsácia. Lá, na cidade amuralhada de Sélestat, o imperador Carlomagno passou a Santa Noite do ano 775.

Teria sido ele o inspirador da primeira árvore de Natal.

Posteriormente, os habitantes da cidade deram forma definitiva à arvore natalina católica.

Porém, o documento mais antigo que há em Sélestat é de 1521.

A cidade de Riga, na Letônia, diz ter sido a primeira em expor uma árvore de Natal no ano do Senhor de 1510.

É certo que no século XVI a árvore de Natal era montada no coro das igrejas da Alsácia representando a árvore do Paraíso.

Ela era ornamentada com maçãs para lembrar o fruto da tentação dos primeiros pais.

Mas tinha também representações de hóstias figurando os frutos da Redenção.

Elas também contavam com anjos, estrelas de papel e muitas outras decorações.

Escolhendo a árvore do Paraíso como símbolo das festividades do Natal, a Igreja Católica estabeleceu uma ponte entre o pecado de Adão e Eva numa extremidade, e a vinda de Jesus, o novo Adão que veio regenerar a humanidade nascendo do seio virginal da nova Eva, Nossa Senhora, na outra.

É fato assente que o costume generalizou-se na França quando a princesa Hélène de Mecklembourg o trouxe a Paris em 1837, após seu casamento com o duque d’Orléans.

Em 1841, o príncipe consorte Alberto, esposo da rainha Vitória da Inglaterra, ergueu uma árvore de Natal no castelo de Windsor.

A partir da corte inglesa, então a mais influente da terra, o católico costume propagou-se para todo o povo inglês, e de ali para o mundo inteiro.


domingo, 7 de dezembro de 2014

A Imaculada Conceição glorificada à revelia até por ...
um diabo!

Imaculada Conceição,São Francisco da Penitência, Rio de Janeiro
Imaculada Conceição,
São Francisco da Penitência, Rio de Janeiro
Luis Dufaur


No dia 8 de dezembro de 1854, o Bem-aventurado Papa Pio IX promulgou solenemente o dogma da Imaculada Conceição de Maria, Mãe de Deus Encarnado, Nosso Senhor Jesus Cristo.

E no dia 25 de março de 1858, festa da Anunciação do Anjo a Nossa Senhora e da Encarnação do Verbo, a Santíssima Virgem se manifestou em Lourdes a Santa Bernadete.

Nesse dia Ela confirmou o dogma, dizendo: “Eu sou a Imaculada Conceição”. E inaugurou uma torrente de milagres que não cessa até hoje!

Poucas pessoas sabem que em 1823, trinta anos antes da proclamação desse magnífico dogma, dois sacerdotes exorcistas obrigaram um demônio que possuía um rapaz a cantar o louvor dessa santa verdade.

E o demônio teve que fazê-lo, obviamente a contragosto, mas com uma rima poética que reverenciou a glória de Nossa Senhora.

O demônio é “espírito de mentira”, mas o exorcismo pode obrigá-lo a dizer a verdade, inclusive sobre matérias de Fé, como a divindade de Jesus Cristo, as virtudes da Imaculada Virgem, a existência do Paraíso, do inferno, etc.

Foi o que aconteceu com o demônio que tinha entrado num jovem analfabeto de apenas doze anos, residente em Adriano di Puglia, Itália, hoje Ariano Irpino, na província e diocese de Avellino.

Os exorcistas foram dois religiosos dominicanos, o Pe. Gassiti e o Pe. Pignataro, que estavam na cidade pregando uma missão.

Eles haviam recebido o “placet”, ou autorização do bispo, para fazer o exorcismo.

E obrigaram então aquele demônio a responder a muitas perguntas, entre as quais, uma sobre a Imaculada Conceição.

Apesar de o diabo dar sinais de máxima contrariedade, os exorcistas lhe impuseram que falasse sobre o especialíssimo privilégio concedido por Deus a Maria Santíssima.

O demônio então confessou que a Virgem de Nazareth jamais esteve sob seu poder, nem mesmo por um só instante. Pelo contrário, confessou que desde o primeiro instante de sua vida Ela sempre esteve “cheia de graça” e foi toda de Deus.

Os dois exorcistas obrigaram o espírito das trevas a testemunhar a Imaculada Conceição sob a forma de versos poéticos.

E o diabo pôs em verso a glória da Imaculada que o esmaga eternamente.
Santa Maria de los Reyes, Laguardia, Espanha
E o demônio, que se perdeu por culpa própria e conhecendo perfeitamente as coisas, compôs na língua italiana um soneto impecável, perfeito como construção poética e como teologia.

Como a tradução para o português prejudica a rima, nós o reproduzimos no em italiano final do post:
Eu sou Mãe verdadeira de um Deus que é Filho
e sou filha dEle, embora seja sua Mãe;
Ele nasceu ab aeterno e é meu Filho,
Eu nasci no tempo e, entretanto, sou sua Mãe.

Ele é meu criador, porém é meu Filho,
Eu sou sua criatura, porém sou sua Mãe;
Foi um prodígio divino Ele ser meu Filho
Um Deus eterno me ter por Mãe.

A vida é comum entre a Mãe e o Filho
Porque o Filho recebe o ser da Mãe,
E a Mãe recebeu o ser do Filho.

Ora, se o Filho recebeu o ser da Mãe,
Ou se diz que o Filho nasceu com mancha,
Ou foi a Mãe que foi concebida sem mancha.

Imaculada Conceição em Lourdes, França
Imaculada Conceição em Lourdes, França
Se não formos piores que esse demônio do inferno, ajoelhemo-nos diante da Imaculada Virgem e veneremo-la pelos séculos dos séculos, dizendo:

“Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”.

Em italiano:
Vera Madre son Io d’un Dio che è Figlio
e son figlia di Lui, benché sua Madre;
ab aeterno nacqu’Egli ed è mio Figlio,
in tempo Io nacqui e pur gli sono Madre.

Egli è mio creator ed è mio Figlio,
son Io sua creatura e gli son Madre;
fu prodigo divin l’esser mio Figlio
un Dio eterno, e Me d’aver per Madre.

L’esser quasi è comun tra Madre e Figlio
perché l’esser dal Figlio ebbe la Madre,
e l’esser dalla Madre ebbe anche il Figlio.

Or, se l’esser dal Figlio ebbe la Madre,
o s’ha da dir che fu macchiato il Figlio,
o senza macchia s’ha da dir la Madre

Fonte: “Chiesa viva”, Maio 2012

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Árvore de Cristo

Árvore de Natal, Mittenwald, Baviera, Alemanha
Árvore de Natal, Mittenwald, Baviera, Alemanha
Depois do Presépio, a Árvore de Natal é o símbolo mais expressivo da época natalina — sobretudo em tempos passados, nos quais o aspecto comercial do Natal não era tão protuberante e agressivo.

O inventor da árvore de Natal foi São Bonifácio, o apóstolo e evangelizador da Alemanha.

Em 723 São Bonifácio derrubou um enorme carvalho dedicado ao deus Thor, perto da atual cidade de Fritzlar.

Para convencer o povo e os druidas de que não era uma árvore sagrada, ele abateu-a.

Esse acontecimento é considerado o início formal da cristianização da Alemanha.

Na queda, o carvalho destruiu tudo o que ali se encontrava, menos um pequeno pinheiro.

Segundo a tradição, São Bonifácio interpretou esse fato como um milagre.

Era o período do Advento e, como ele pregava sobre o Natal, declarou:

São Bonifácio derruba árvore sagrada pagã.  Emil Doepler (1855 – 1922).  Uma santa truculência atraiu a bênção da árvore de Natal.
São Bonifácio derruba árvore sagrada pagã.
Emil Doepler (1855 – 1922).
Uma santa truculência atraiu essa bênção natalina.
“Doravante, nós chamaremos esta árvore de árvore do Menino Jesus”.

O costume de plantar pequenos pinheiros para celebrar o nascimento de Jesus começou e estendeu- se pela Alemanha.

E no século XIX, a Árvore de Natal — também conhecida em alguns países europeus como a “Árvore de Cristo” — espalhou-se pelo mundo inteiro como símbolo da alegria própria ao Natal para se festejar o nascimento do Divino Infante.


(Fonte: Guia de Curiosidades Católicas, Evaristo Eduardo de Miranda)

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Jovens pela vida
frustam evento da “cultura da morte” na Argentina

Catedral de Salta que a "cultura da morte" visava profanar
Catedral de Salta que a "cultura da morte" visava profanar
Luis Dufaur


O governo argentino promoveu o “29º Encontro Nacional de Mulheres” que se repete todos os anos. O evento reúne anualmente centenas de militantes feministas em prol do aborto, LGBT, e até prostituição.

Esses encontros costumam concluir com uma passeata que vai até a catedral local, visando profaná-la, quiçá invadi-la e sujá-la.

A Revolução Sexual foi adotada pelo “bolivarianismo” e é uma de suas facetas mais dinâmicas.

Desta vez, o encontro aconteceu na cidade de Salta, norte da Argentina. Porém, já alertados contra essas iniciativas agressivamente anticristãs, os movimentos católicos e pela vida reagiram dentro da lei com notável sucesso.

Martín Patrito, presidente da plataforma ArgentinosAlerta, declarou à agência ACIPrensa que “ao chegarem em Salta, as militantes do aborto acharam uma cidade cheia de cartazes pela vida espalhados pelos grupos que defendem a vida e a família”.

A organização católica também impossibilitou que a militância anti-vida sequer se aproximasse da catedral: “Desta vez, sequer uma gota de tinta sujou a Catedral”, explicou Martín.

Como o regulamento do “Encontro” patrocinado pelo governo o permitia, muitas moças e mulheres ingressaram legal e pacificamente nas salas onde as feministas faziam seus debates. Ali elas pediam votação de propostas e venciam numericamente, aprovando decisões favoráveis à vida.

Obviamente, a ousadia e a inteligência dessas católicas desataram a cólera das agitadoras profissionais. Máxime quando isto já tinha acontecido em mais de um “Encontro” anterior.

Por exemplo, a organização “Argentinos por la Vida” publicou no Facebook as conclusões de uma das comissões denominada “Taller de Mujer, Aborto y Anticoncepción”. A medida aprovada afirma que “a maioria desta comissão está a favor da vida da criança que vai nascer e nós somos a voz dos que não têm voz”.

Dita organização comemorou a vitória e abriu uma faixa no local do “Encontro”. Nela estava escrito: “Enchemos o encontro delas!”.

ArgentinosAlerta promoveu, através da plataforma CitizenGO, um abaixo assinado eletrônico pedindo às autoridades locais proteção policial contra o previsível vandalismo das feministas.

As moças pela vida argentinas foram mais espertas e corajosas
As moças pela vida argentinas foram mais espertas e corajosas
Na Catedral se veneram duas das mais belas e famosas imagens da Argentina, objeto de procissões e romarias em que participam centenas de milhares de fiéis nas festas principais: o Jesus do Milagre e a Virgem do Milagre.

“Milhares de cidadãos enviaram por meio de CitizenGO cartas às autoridades estaduais e municipais pedindo que garantam a segurança e protejam a cidade. E assim aconteceu. Pois quando as militantes da violência anticristã chegaram, encontraram ruas, igrejas e prédios ameaçados bem protegidos pela polícia”, não podendo se aproximar, disse Martín.

As organizadoras do provocativo evento anual se autoproclamam soberanas, democráticas, pluralistas e igualitárias, mas seu verdadeiro objetivo “ficou evidente na sessão de abertura: ‘queremos despenalizar o aborto’.

“Na verdade, as opiniões contrarias ao aborto não eram escutadas por essas ativistas agressivas e violentas. Mas isso, que já se sabia por antecipação, não impediu que a mensagem pela vida e pela família se fizesse ouvir com força”, disse Martín.

Martín Patrito que o “Encontro” fracassou em seus objetivos sacrílegos em Salta.

Entre os agitadores figuravam “militantes do Partido Obrero (agrupação da extrema esquerda), que enquanto denunciavam a discriminação e a violência se despiram, proferindo toda espécie de blasfêmias contra a Igreja Católica e os fiéis que se reuniram em frente da Catedral para protegê-la”.

“Esse é o grau de intolerância das que reclamam ‘tolerância’ e ‘abertura’: só praticam agressão e violência contra os que não pensam como elas”.

Isto se deve ao fato de que “o aborto é violência, e só se pode impor com mentira e violência”, concluiu Martín.


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Espanha: não há outeiro
de onde não se aviste um santuário

Basílica do Sagrado Coração, Tibidabo, Barcelona
Basílica do Sagrado Coração, Tibidabo, Barcelona
Luis Dufaur


Fazer a conta dos santuários existentes na Espanha ficou tão difícil que agora apareceu um livro que aventura uma cifra com fundamento no estudo.

É Santuários, guia de turismo e peregrinação, de Salvador Batalla Gardella, ex-diretor do departamento de Pastoral de Turismo, Santuário e Peregrinações da Conferência Episcopal espanhola, segundo divulgaram os sites espanhóis Infocatólica e Religión en Libertad

O autor afirma que se pode contabilizar “mais de 12.300 santuários e ermidas” no território espanhol.

Para se fazer uma ideia do que isso significa, o autor explica que “não há montanha, morro ou colina de onde não se possa ver no horizonte um santuário, uma ermida ou uma capela dedicada a Jesus Cristo, à Mãe de Deus, ou a algum santo ou santa”.

Aqueles dedicados a Nosso Senhor são pelo menos 1.200 (10% do total), os dedicados à Virgem Maria ou a alguma invocação mariana são 4.300 (35%); e os dedicados a santos e santas são 6.800 (55%).

Capela nos Pirineus
Capela nos Pirineus, Aragão, Espanha
Há assim quase o triplo de santuários dedicados a Nossa Senhora do que a Seu Divino Filho, cálculo que faz muito protestante espernear, mas que entusiasma os verdadeiros católicos e Nosso Senhor, glorificado na pessoa de Sua Santíssima Mãe.

Os santuários, capelas e ermidas dedicados a santos e santas são largamente majoritários, outro fato que faz protestantes saírem de dentro da própria pele para falar mal da católica Espanha.

A proporção dos santuários não se reflete no número dos romeiros, pois alguns santuários atraem milhões de pessoas, como o da Virgen del Pilar em Zaragoza ou do Apóstolo Santiago em Compostela.

Mais longa ou menos, com características diversas, as romarias vão sempre a um desses santuários, e costumam estar relacionadas com o campo e a vida rural, sendo muito menos intensas nos centros urbanos.

Procissão de Nossa Senhora da Montanha, Cáceres, Espanha
A ereção e manutenção dos santuários é quase sempre iniciativa de confrarias e associações locais formadas por leigos. Os mantidos pelas ordens religiosas são quase exceção.

É a graça divina que chama os romeiros a peregrinarem a tantos locais sagrados e em tal número.

Infelizmente o clero não exorta, na proporção merecida, os fiéis a comparecerem a esses atos de piedade que marcam uma vida e talvez decidam a salvação eterna.

Em lugar disso, ouvem-se com insistência pregações de caráter terreno, quando não de incitamento à revolução social e de desestímulo a essas devoções “antigas” e até “medievais”.


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Jornalista da BBC abandona carreira
para se tornar freira de clausura

A jornalista política da BBC Martina Purdy vai ingressar numa ordem religiosa contemplativa
A jornalista política da BBC Martina Purdy
vai ingressar numa ordem religiosa contemplativa
Luis Dufaur


A jornalista política da BBC na Irlanda do Norte, Martina Purdy, uma das mais conhecidas repórteres, vai deixar sua carreira de 25 anos para ingressar numa ordem religiosa contemplativa, noticiou o jornal inglês “The Telegraph”.

Martina anunciou pelo Twitter que escolheu “uma vida completamente diferente” na congregação das Irmãs Adoradoras de Belfast.

Desde 1991 ela cobria a política norte-irlandesa e sua decisão deixou desconcertado o establishment político-midiático do país.

Martina foi à procura de algo muito mais importante: a Adoração Reparadora do Santíssimo Sacramento. “Peço orações – disse ela – ao embarcar nesse caminho com toda humildade, fé e confiança”.

A decisão da jornalista causou enorme impacto na Irlanda. Martina disse ter ficado “verdadeiramente sobrecarregada” de mensagens de apoio, mas esclareceu que não comentaria mais o assunto, pois seus pensamentos estão todos postos na vida religiosa.

Muitas pessoas custavam acreditar, até quando ela apareceu indo à Missa dominical rodeada de religiosas do Convento da Adoração de Belfast.

O instituto de freiras adoradoras, que já foi muito numeroso, estava vivendo uma severa crise após as modernizações de costumes e hábitos no período “pós-conciliar”.

Adoracão do Ssmo Sacramento
Adoracão do Ssmo Sacramento
Exemplos edificantes como o de Martina Purdy não são raros na história da Igreja, e até houve artistas ou mulheres do “jet-set” de grande destaque que abandonaram o mundo para abraçar uma vida severa de penitência e oração, até mesmo em Carmelos.

Mas casos como o dela estão se tornando mais frequentes nos nossos dias, diante da frustração da vida moderna e a retomada da disciplina e das práticas tradicionais em certas Ordens da Igreja.

Sobretudo, uma especial e crescente ação da graça divina em certas almas nesta época de caos e desagregação religiosa.


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Meio milhão de franceses nas ruas
contra a Revolução Sexual socialista


Perto de 530.000 franceses desfilaram em 5 de outubro, em Paris e Bordeaux, contra a inseminação artificial de uma dupla de lésbicas (procriação medicamente assistida ou PMA) e o aluguel de ventres (gestação por outro ou GPA) em favor de um par de homossexuais. Essas operações atualmente são ilegais e não podem ser financiadas pelo sistema público de saúde.

Os manifestantes foram convocados pelo conjunto de organizações conhecido como “La Manif pour tous”, que já promoveu multitudinários protestos contra o “casamento” homossexual nos dois anos anteriores, segundo informou a imprensa francesa, como “La Croix”.

Católica perante os carrascos do Islã:
“Eu sou feliz morrendo mártir”

Khiria Al-Kas Isaac respondeu aos carrascos islâmicos: "Eu sou feliz morrendo mártir".
Khiria Al-Kas Isaac respondeu aos carrascos islâmicos:
"Eu sou feliz morrendo mártir".
No Iraque, os seguidores do Alcorão prenderam a católica Khiria Al-Kas Isaac, 54, puseram-lhe uma faca no pescoço e exigiram que ela apostatasse, pronunciando a formula ritual de adesão ao Islã, noticiou “Catholic online”.

Mas Khiria lhes respondeu que preferia morrer a renegar a Fé. Os muçulmanos ficaram assustados.

E, em vez de decapitá-la, roubaram todos seus bens, antes de expulsá-la de sua casa em Qaraqosh, Iraque.

Khiria é uma das cristãs fugitivas do Iraque que se refugiaram no Kurdistão e que contam as espantosas, mas ao mesmo tempo admiráveis e heroicas, resistências às tentativas de perversão por parte dos islâmicos.

Khiria e seu marido Mufeed Wadee Tobiya foram sequestrados na manhã do dia 7 de agosto pelos observantes seguidores do Corão.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

“Antes morrer que nos perverter ao Islã”, dizem os católicos iraquianos


“É melhor morrer do que nos perverter” – afirmaram corajosamente, em entrevista ao jornal italiano “Corriere della Sera” –, os católicos que iraquianos que fugiram das milícias islâmicas.

A despeito de idílicas crenças e ilusões “ecumênicas”, a pérfida religião de Alá está massacrando com crueldade cristãos, além de muçulmanos considerados não suficientemente fiéis.

Os católicos, porém, manifestam uma coragem que só pode vir do Céu e que intimida os sanguinários seguidores do Corão.

Os católicos iraquianos têm em conta de “traidor” aquele que, para salvar a vida, ou propriedade e o dinheiro, pronuncia a “Shahada”, que é a declaração de conversão ao Islã.

O jornal “Corriere della Sera”, laicista e dialogante face ao islamismo, reconhece que os católicos iraquianos “demostram uma fé e uma determinação de permanecerem fiéis que, para nós europeus, pode parecer coisa do passado, uma rememoração de tempos antigos”.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A jovem carmelita que atingiu o mais alto píncaro da santidade


No dia 1º de outubro a Igreja celebra a festa de Santa Teresinha. Neste ano temos duas razões a mais para a celebração: o transcurso do 140º aniversário de seu nascimento e 90º de sua beatificação. 



Paulo Roberto Campos

Quem nunca ouviu falar de Santa Teresinha do Menino Jesus?(1)

A jovem carmelita francesa é uma das santas mais conhecidas e veneradas no mundo inteiro.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Jovem inglês quebra mito anti-virginidade
e recebe incontáveis apoios

Phin Lyman
Phin Lyman
Os estudantes do Wellington College, na cidade britânica de Berkshire, caíram das nuvens quando Phin Lyman, um de seus colegas, escreveu no ‘The Wellingtonian’, a revista do colégio:

“Estou bastante seguro de que a maioria das pessoas que me conhece sabe que eu sou virgem. A etiqueta que colaram em mim não me preocupou muito. Porém, o fato de eu ter escolhido ativamente ficar virgem deixa pasmo e até incomoda alguns”.

Phin teve a coragem de não ser um “Maria vai com as outras” e questionou os costumes ligeiros e danosos.

As palavras do aluno do Wellington College, que está completando o ciclo escolar numa das escolas privadas mais prestigiosas do país, traspassaram os muros do colégio e ecoaram em toda a Grã-Bretanha, tendo sido reproduzidas no jornal de grande tiragem The Guardian.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Brooklyn restaura magnificamente sua co-catedral

A co-catedral de Brooklyn (NYC) São José, inteiramente restaurada no bom gosto tradicional
Após sua remodelação, a imensa e centenária igreja de São José, no Brooklyn, tradicional bairro popular de Nova York, passou a ser a co-catedral daquela diocese, noticiou o “The New York Times”.

São José não suplanta, mas complementa a mais antiga, embora muito menor, catedral-basílica de São Tiago, que já completou 190 anos.

A igreja foi restaurada em todo o brilho de seu estilo tradicional e pode acolher 1.500 fiéis sentados. A diocese de Brooklyn é a sétima maior dos EUA.

Não faltaram protestos: por que algo tão grande, tão magnífico, num local tão central, com tanta despesa? As objeções vinham infeccionadas de miserabilismo progressista.

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Favelados: mais felizes que os ricos famosos

Renato Meirelles: “94% dos moradores de favela são felizes”
Renato Meirelles: “94% dos moradores de favela são felizes”

Onde está a felicidade?

Se ouvirmos a Vulgata da Teologia da Libertação ou O Capital de Karl Marx, a felicidade está entre os ricos que têm tudo o que querem, até com dano aos mais pobres.

Mas se tomarmos distância dos mitos dos laboratórios sociológicos do marxismo e das sacristias aggiornatti e ouvirmos a realidade, a resposta é bem outra.

“94% dos moradores de favela são felizes”, por exemplo, é o que, em entrevista concedida ao portal IG, revela Renato Meirelles, autor do livro Um país chamado Favela. Ele é sócio-diretor do Data Popular, instituto de pesquisa das classes mais pobres do Brasil.

Meirelles e o ativista Celso Athayde estão difundido o livro que aponta uma realidade bem concreta e bem diversa da espalhada pelas esquerdas leigas e eclesiásticas.

Um dado é concludente: enquanto artistas e ídolos famosos, frustrados após uma vida de prazeres, recorrem com frequência ao suicídio, 94% dos moradores da favela afirmam ser felizes, 74% consideram que a vida melhorou, e 66% dizem não ter vontade de sair da favela, mesmo se suas rendas dobrassem.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Prefeito de Pádua instala crucifixos
e proíbe cultos islâmicos em prédios públicos

Massimo Bitonci com crucifixos para instituições da prefeitura de Pádua.
Massimo Bitonci com crucifixos para instituições da prefeitura de Pádua.
O prefeito da cidade de Pádua, Massimo Bitonci, dispôs que a municipalidade distribua um crucifixo que será afixado obrigatoriamente em cada escola e dependência governamental, noticiou Christian Action Network

“Tirem as mãos dos crucifixos ou vai ter problema”, disse o prefeito da cidade do santuário de Santo Antônio, quando uma decisão de um tribunal europeu – logo revogada – tentou banir as cruzes e os sinais católicos dos prédios públicos italianos.

Agora Massimo Bitonci se engajou numa “nova cruzada” pelos crucifixos em escolas e prédios públicos. E ao mesmo tempo interditou as orações maometanas neles.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Maiores inteligências (Q.I.) do mundo acreditam em Deus

Garry Kasparov: Grande Mestre e ex-campeão mundial de xadrez,
considerado o maior enxadrista de todos os tempos
Sempre pareceu evidente: o ateísmo emburrece. Mas os negadores de Deus clamavam ufanamente que “todas as pessoas cultas são ateias”.

Ou até que as “pessoas que acreditam em Deus o fazem por ignorância”.

Era uma espécie de legenda urbana, um boato pertinaz que não cessava nem mesmo olhando para os rostos dos ateus mais empedernidos e expressivos.

Mas agora está disponível o catálogo das pessoas com mais alto coeficiente de inteligência (Q.I.) já verificado no mundo.

E basta olhar para os dez primeiros, para constatar que o verdadeiro é o oposto.

O site “Examiner.com” publicou a lista das dez pessoas com maior Q.I. do planeta e nela encontramos pessoas das mais diversas procedências, estudos e idades.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Bilocação do Padre Pio para assistir
ao Cardeal Mindszenty no cárcere comunista

Bilocação do Padre Pio: mosaico na cripta do Santuário, San Giovanni Rotondo.
Bilocação do Padre Pio: mosaico na cripta do Santuário,
San Giovanni Rotondo.

O vaticanista Andrea Tornielli publicou no site Vatican Insider, um sério testemunho da bilocação do Santo Padre Pio ao cárcere da Hungria onde padecia o Cardeal Mindszenty.

O herói anticomunista húngaro foi adversário acérrimo da política de distensão do Vaticano com os governos comunistas, conhecida como “Ostpolitik”.

Eis um resumo do artigo de Tornielli:

Um novo elemento acaba de ser adicionado à coleção de episódios milagrosos que acompanharam a vida de São Pio de Pietrelcina.

Trata-se de um testemunho publicado em um livro apresentado no décimo aniversário da dedicação do novo santuário de San Giovanni Rotondo, onde está sepultado o corpo do capuchinho.

O testemunho diz respeito a uma bilocação que levou o Padre Pio à cela em Budapeste onde estava preso o cardeal József Mindszenty, Primaz da Hungria.

A bilocação é um fenômeno místico extraordinário que faz com que uma pessoa esteja em dois lugares ao mesmo tempo. O Padre Pio teve este dom, que poucos recebem. Testemunhas oculares descreveram e até dialogaram com ele simultaneamente em locais diversos.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Arcebispo católico exorta soldados ucranianos
a combater com Cristo pela pátria

Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak.
Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak.

O Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak, deu a conhecer uma carta de apoio aos militares ucranianos em serviço ativo, na qual ele sublinha:

“Nós testemunhamos o advento de uma nova geração de heróis, prestes a sacrificar suas vidas e a esquecer todo conforto e sossego, heróis que são os primeiros a responder ao clamor de ajuda vindo de sua terra.

“Estou me dirigindo a vós, bravos defensores de nossa nação! Para muitos ucranianos, vossa fortaleza, vossa paciência e vossa prudência têm sido um modelo de como se deve amar o próprio país, de como não fugir aos deveres para com ele, e de como orgulhar-se da própria história, de sua origem, e preparar-lhe um futuro resplandecente...

“Estou vendo com entusiasmo como vós, a mais jovem geração de ucranianos, se transformou para todo o nosso povo em verdadeiro rochedo, que não será quebrado pelo medo, pela intimidação e pelas ameaças.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Filhos de pais não praticantes
pedem o Batismo na França


Se encontrardes belas e saborosas maçãs num espinheiro, sabei que não foi esse áspero arbusto que as produziu, mas sim um milagre de Deus. Se do ovo de uma serpente virdes sair um formoso e cantante rouxinol, sabei que não foi a serpente que o gerou, mas sim um outro milagre divino.
Estes pensamentos nos ajudam a entender como, neste século que parece realizar a profecia de Nosso Senhor “quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação [...] a tribulação será tão grande como nunca foi vista desde o começo do mundo” (Mt 24, 15-21), é possível desabrochar de modo inesperado entre crianças e adolescentes, filhos de pais não religiosos, uma tendência a pedir o batismo.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Mais de 3 mil médicos e estudantes de Medicina poloneses prometem não praticar abortos

Jovens contra o aborto na Polônia
Jovens contra o aborto na Polônia

Mais de três mil médicos e estudantes de Medicina poloneses assinaram em Cracóvia uma declaração em que se comprometem a não praticar abortos nem fornecer receitas para anticoncepcionais, noticiou a agência “Infocatolica”

O juramento hipocrático, pilar da deontologia médica desde o século IV antes de Cristo, é inteiramente claro sobre a incompatibilidade entre o exercício da Medicina e o aborto.

Ele deveria bastar para impedir o massacre dos inocentes e os atentados contra a concepção.

“Eu não darei droga letal a ninguém, caso isso me seja solicitado, não aconselharei tal procedimento; e similarmente, não darei a uma mulher um pessário [diafragma] que lhe provoque um aborto” – diz o original grego do juramento.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Onda de conversões de adultos no Vietnã

Católicos na capital Hanoi
Católicos na capital Hanoi

No Vietnã, o vazio gerado pelo ateísmo comunista produz efeitos análogos aos verificados na China, atraindo muitas almas para a Igreja Católica

Em Ho Chi Minh City, antiga Saigon, a maior cidade do país, 680 mil de 9 milhões de habitantes são católicos e seu número cresce assustadoramente para o regime socialista. A conversão de Tô Hai, “prócer” do comunismo vietnamita e célebre compositor nacional, causou sensação recentemente. Confira: Líder vietnamita repudia socialismo e entra na Igreja Católica

Há na diocese 670 sacerdotes, mais de 5.000 religiosos e religiosas, mais de 7.000 catequistas e todo ano mais de 6.000 adultos pedem o batismo, segundo noticiou o site “Religión en Libertad”.

Em 2012, por exemplo, foram batizados 6.736 adultos, provenientes do ateísmo, do budismo ou do culto aos antepassados. O número anual de batismos de bebês é o triplo.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Aldeões defendem a Cruz
em luta desigual contra a policia socialista


A bem informada agência AsiaNews noticiou que centenas de cristãos de uma cidade perto de Wenzhou lutaram durante horas contra policiais que queriam arrancar o símbolo da Redenção do alto da igreja.

Alguns fieis foram socados, receberam pontapés e porretadas.

Após horas de confronto, a polícia desistiu. Mas voltou num horário tardio da noite para tomar conta da igreja e tirar a Cruz pela força.

O Partido Comunista da região de Zhejiang lançou a campanha “Três revisões e uma demolição”.

O objetivo seria corrigir os prédios construídos fora do Plano Diretor da cidade.

Mas, de fato, a campanha visa destruir em grande escala as igrejas cristãs que florescem por toda parte na província, apelidada de ‘Jerusalém do Oriente’.

A agência AsiaNews elaborou uma lista com fotos de 64 igrejas destruídas ou com as cruzes arrancadas por essa campanha persecutória que se está estendendo a outras províncias da imensa China.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Líder vietnamita repudia socialismo e entra na Igreja Católica

Tô Hai, um “prócer” do comunismo vietnamita e célebre compositor no país, anunciou que abandonava o Partido Comunista num livro que causou sensação: ”Journal d’un lâche” (“Diário de um covarde”), segundo informou o site “Le Salon Beige”.

No dia 28 de maio 2014, ele descreveu em seu blog o que sentia com a sua conversão ao catolicismo com uma frase lacônica, mas muito expressiva:

“Uma imensa alegria no fim de minha vida… “.

No dia anterior, quer dizer 27 de maio, ele havia escrito no mesmo blog:

“Após muitas noites sem dormir, eu por fim encontrei o caminho rumo a uma razão de viver, uma via que eu tinha recusado desde a minha infância: Eu me voltei para Deus!

“Meu coração fica agora em paz com minha fé em Deus. O mal foi expulso, eu viverei livre da angústia até o dia em que fecharei os olhos nesta vida”.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Nova catedral em estilo tradicional emociona fiéis nos EUA

Projeto aprovado da nova catedral de West Raleigh, Carolina do Norte, EUA
Projeto aprovado da nova catedral de West Raleigh, Carolina do Norte, EUA

A diocese de West Raleigh, nos EUA, deu a conhecer o projeto de sua nova catedral. O bispo diocesano, D. Michael Burbidge, explicou que o plano corresponde aos desejos dos paroquianos e por isso atraiu o apoio econômico da comunidade, informou “News Observer.com”.

A catedral do Santíssimo Nome de Jesus, de fato, desafia o “politicamente correto” em arquitetura religiosa e não se inscreve na categoria dos prédios qualificados de “feios como o pecado” pelo arquiteto Michel S. Rose.

A nova catedral será construída em estilo neorromânico, evocativo do românico medieval, e custará por volta de U$ 41 milhões.

É muito pouco se comparado com as extravagantes catedrais feitas no “espírito do Concílio Vaticano II”, da “Igreja pobre” e “aggiornata”, como por exemplo, as projetadas pelo engenheiro Calatrava, hoje às voltas com a Justiça por ganhos indevidos.

Educação começa séculos antes do nascimento

O professor Gregory Clark, da Universidade da Califórnia, empreendeu um estudo dos nomes de família pouco frequentes. Estes nomes são mais facilmente identificáveis nos registros antigos e permitem analisar com facilidade a continuidade familiar.

O prof. Clark verificou a estabilidade do nível social das famílias, independente do país ou do período histórico considerado.

Outros estudos afirmavam que a suposta mobilidade social moderna de fato não existe no grau que se apregoa. Na realidade, ela é fonte de instabilidade, embora para muitos seja uma “conquista” das sociedades modernas.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Jovens católicos franceses
acham “demodés” bispos e políticos modernizados

Uma nova geração de jovens católicos engajados na defesa da instituição familiar e na vigência da moral na sociedade vem causando consternação na Conferência Episcopal Francesa, segundo a revista “Figaro Magazine”.

O episcopado francês está com a consciência pesada – escreveu o vaticanista Jean-Marie Guénois, do grupo do “Figaro” – pois ele se engajou há décadas com o socialismo e o comunismo sob o pretexto de conquistar a classe operária.

Porém, após modernizar-se a ponto de quase não se identificar com seu passado, no fim do século XX percebeu que tinha perdido sua influência sobre a classe operária que tende para a extrema direita.

O novo problema é que o episcopado, que tentou dar à luz a uma “Igreja jovem” dessacralizada e igualitária, perdeu agora a adesão da juventude!

Porém, segundo Guénois, muitos e dos mais importantes bispos do país, que sempre procuram ler os “sinais dos tempos”, sequer deram a impressão de ter percebido a imensa transformação.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Catolicismo na Coreia do Sul não cessa de crescer

Missa de Natal numa igreja de Seul
Missa de Natal numa igreja de Seul
A Igreja Católica na Coreia do Sul cresceu 1,5% em 2013, de acordo com as estatísticas oficiais da Conferência Nacional dos Bispos, superando largamente o crescimento vegetativo da população. Dessa maneira, superou a fronteira dos 10% do país, atingindo 10,4%, noticiou a agência “AsiaNews”.

No grande conglomerado populacional representado pela capital Seul e suas cidades satélites se concentram 56,1% dos católicos do país.

Em 2013 foram batizados 118.830 catecúmenos, na sua maioria homens adultos (63.285). Também foram batizadas 25.589 crianças.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Famílias boicotam escolas que ensinam “ideologia de gênero”

Muitas famílias francesas tiram seus filhos das aulas que ensinBBC Brasil.

am ou viriam a ensinar a negação “das diferenças sexuais entre homens e mulheres”, noticiou a

A polêmica foi gerada pelo programa “ABCD da Igualdade”, concebido pelos Ministérios da Educação e dos Direitos das Mulheres, no governo socialista de François Hollande.

O pretexto do programa é combater as ideias homofóbicas e misóginas, a fim de que uma moça queira ser engenheira ou bombeira e um rapaz vire parteiro.

Mas, na realidade, o temor generalizado é de que o governo pretende impelir a “teoria do gênero” na mente das crianças para eliminar a ideia das diferenças naturais biológicas e sociais entre os homens e mulheres e promover a homossexualidade.