Outras formas de visualizar o blog:

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Brooklyn restaura magnificamente sua co-catedral

A co-catedral de Brooklyn (NYC) São José, inteiramente restaurada no bom gosto tradicional
Após sua remodelação, a imensa e centenária igreja de São José, no Brooklyn, tradicional bairro popular de Nova York, passou a ser a co-catedral daquela diocese, noticiou o “The New York Times”.

São José não suplanta, mas complementa a mais antiga, embora muito menor, catedral-basílica de São Tiago, que já completou 190 anos.

A igreja foi restaurada em todo o brilho de seu estilo tradicional e pode acolher 1.500 fiéis sentados. A diocese de Brooklyn é a sétima maior dos EUA.

Não faltaram protestos: por que algo tão grande, tão magnífico, num local tão central, com tanta despesa? As objeções vinham infeccionadas de miserabilismo progressista.

Teto da co-catedral de Brooklyn (NYC) São José, recentemente restaurada.
Contudo, razões materiais e históricas impunham sua restauração, feita com toda beleza e esplendor. A diocese, além do mais, possuía os recursos para tal.

Na restauração prevaleceu o desejo de glorificar a Nossa Senhora em todas as suas manifestações mais importantes, num ambiente onde o ouro e as ricas pinturas contribuem para elevar as almas a Deus.


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Favelados: mais felizes que os ricos famosos

Renato Meirelles: “94% dos moradores de favela são felizes”
Renato Meirelles: “94% dos moradores de favela são felizes”

Onde está a felicidade?

Se ouvirmos a Vulgata da Teologia da Libertação ou O Capital de Karl Marx, a felicidade está entre os ricos que têm tudo o que querem, até com dano aos mais pobres.

Mas se tomarmos distância dos mitos dos laboratórios sociológicos do marxismo e das sacristias aggiornatti e ouvirmos a realidade, a resposta é bem outra.

“94% dos moradores de favela são felizes”, por exemplo, é o que, em entrevista concedida ao portal IG, revela Renato Meirelles, autor do livro Um país chamado Favela. Ele é sócio-diretor do Data Popular, instituto de pesquisa das classes mais pobres do Brasil.

Meirelles e o ativista Celso Athayde estão difundido o livro que aponta uma realidade bem concreta e bem diversa da espalhada pelas esquerdas leigas e eclesiásticas.

Um dado é concludente: enquanto artistas e ídolos famosos, frustrados após uma vida de prazeres, recorrem com frequência ao suicídio, 94% dos moradores da favela afirmam ser felizes, 74% consideram que a vida melhorou, e 66% dizem não ter vontade de sair da favela, mesmo se suas rendas dobrassem.

O livro foi baseado na pesquisa “Radiografia das favelas brasileiras”, de setembro de 2013, que ouviu dois mil moradores de 63 favelas brasileiras em 10 Estados.

Meirelles calcula que se existisse um Estado brasileiro chamado Favela, ele seria o quinto maior do País, pois contaria com 12 milhões de habitantes.

Nesse “Estado” ou “país”, os cidadãos estão convencidos que a vida melhorou. A renda per capita cresceu 54,7% nos últimos 10 anos, bem acima da média brasileira que foi de 37,9%. Mais, um terço dos habitantes ingressou na classe média, a julgar pela renda.

“A favela também se transformou num grande mercado consumidor. Em 2014, as favelas devem movimentar R$ 64,5 bilhões. É como se pegasse todo o consumo do Paraguai e somasse com o da Bolívia”, diz o livro.

'Vida feliz' com dinheiro e longe de Deus acaba em tragédia
'Vida feliz' com dinheiro e longe de Deus acaba em tragédia
Os favelados aprenderam como gerar renda, seja abrindo um salão de beleza no puxadinho de casa, seja cuidando dos filhos do vizinho, ou emprestando o cartão de crédito para um amigo. E os exemplos se multiplicam.

O que é isso? Simplesmente, livre iniciativa, propriedade privada e uma certa dose de fuga da invasão tributária, que afoga outras categorias sociais.

Só isso? Só Direito Natural?

Há um outro dado. A felicidade não está no dinheiro, nem no capricho. Está na reta ordem da alma posta diante de Deus, mesmo carecendo ou sofrendo.

Conhecer, amar e servir a Deus nesta terra para gozar de sua presença na bem-aventurança eterna, é o mais sábio dos conselhos.

E dessa alegria eterna Deus já vai antecipando primícias para aqueles que O procuram com despretensão nesta vida terrena. E isto está ao alcance de todas as classes sociais, desde que não se deixem iludir pela miragem dos “famosos” do jet-set.


segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Prefeito de Pádua instala crucifixos
e proíbe cultos islâmicos em prédios públicos

Massimo Bitonci com crucifixos para instituições da prefeitura de Pádua.
Massimo Bitonci com crucifixos para instituições da prefeitura de Pádua.
O prefeito da cidade de Pádua, Massimo Bitonci, dispôs que a municipalidade distribua um crucifixo que será afixado obrigatoriamente em cada escola e dependência governamental, noticiou Christian Action Network

“Tirem as mãos dos crucifixos ou vai ter problema”, disse o prefeito da cidade do santuário de Santo Antônio, quando uma decisão de um tribunal europeu – logo revogada – tentou banir as cruzes e os sinais católicos dos prédios públicos italianos.

Agora Massimo Bitonci se engajou numa “nova cruzada” pelos crucifixos em escolas e prédios públicos. E ao mesmo tempo interditou as orações maometanas neles.

Uma coisa puxa a outra, e as duas práticas religiosas não podiam coexistir, dada a militância dos islâmicos contra os cristãos e o respeito da dignidade do instrumento da Redenção que o Islã odeia especialmente.

“Agora, em todos os prédios e escolas haverá obrigatoriamente um belo crucifixo doado pela municipalidade. E ai de quem mexer neles”, escreveu o prefeito em sua conta de Facebook.

Acompanhando o anúncio, Bitonci postou uma foto em que ele aparece segurando um crucifixo junto a um grupo de pessoas. Em 2009, quando era senador, Bitonci promoveu a distribuição de crucifixos em Abano Terme, na mesma província de Pádua.

Ele também interditou as orações do Ramadã islâmico nos prédios públicos. O prefeito anterior havia autorizado que os maometanos se reunissem num ginásio.

Mas o prefeito acenou para o cancelamento da concessão, porque os “ginásios só devem ser usados para esportes e educação da juventude. A nova administração não mais autorizará esse tipo de atividades (orações muçulmanas) nos ginásios municipais” caso haja transgressões aos regulamentos municipais, como perturbação da paz pública ou problemas de segurança.

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Maiores inteligências (Q.I.) do mundo acreditam em Deus

Garry Kasparov: Grande Mestre e ex-campeão mundial de xadrez,
considerado o maior enxadrista de todos os tempos
Sempre pareceu evidente: o ateísmo emburrece. Mas os negadores de Deus clamavam ufanamente que “todas as pessoas cultas são ateias”.

Ou até que as “pessoas que acreditam em Deus o fazem por ignorância”.

Era uma espécie de legenda urbana, um boato pertinaz que não cessava nem mesmo olhando para os rostos dos ateus mais empedernidos e expressivos.

Mas agora está disponível o catálogo das pessoas com mais alto coeficiente de inteligência (Q.I.) já verificado no mundo.

E basta olhar para os dez primeiros, para constatar que o verdadeiro é o oposto.

O site “Examiner.com” publicou a lista das dez pessoas com maior Q.I. do planeta e nela encontramos pessoas das mais diversas procedências, estudos e idades.

A única constante é que todas acreditam em Deus, embora não todas professem a mesma religião.

O site concluiu de modo bem-humorado que as inteligências mais brilhantes não recusam a existência de uma Inteligência Criadora (Intelligent Designer).


segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Bilocação do Padre Pio para assistir
ao Cardeal Mindszenty no cárcere comunista

Bilocação do Padre Pio: mosaico na cripta do Santuário, San Giovanni Rotondo.
Bilocação do Padre Pio: mosaico na cripta do Santuário,
San Giovanni Rotondo.

O vaticanista Andrea Tornielli publicou no site Vatican Insider, um sério testemunho da bilocação do Santo Padre Pio ao cárcere da Hungria onde padecia o Cardeal Mindszenty.

O herói anticomunista húngaro foi adversário acérrimo da política de distensão do Vaticano com os governos comunistas, conhecida como “Ostpolitik”.

Eis um resumo do artigo de Tornielli:

Um novo elemento acaba de ser adicionado à coleção de episódios milagrosos que acompanharam a vida de São Pio de Pietrelcina.

Trata-se de um testemunho publicado em um livro apresentado no décimo aniversário da dedicação do novo santuário de San Giovanni Rotondo, onde está sepultado o corpo do capuchinho.

O testemunho diz respeito a uma bilocação que levou o Padre Pio à cela em Budapeste onde estava preso o cardeal József Mindszenty, Primaz da Hungria.

A bilocação é um fenômeno místico extraordinário que faz com que uma pessoa esteja em dois lugares ao mesmo tempo. O Padre Pio teve este dom, que poucos recebem. Testemunhas oculares descreveram e até dialogaram com ele simultaneamente em locais diversos.

O episódio já era conhecido e ficou imortalizado em um dos mosaicos da cripta do santuário dedicado ao Padre Pio. Mas o depoimento a seguir descreve detalhes nunca antes publicados.

O livro Padre Pio. La sua chiesa, i suoi luoghi, tra devozione storia e opere d’arte (Padre Pio: a sua igreja, os seus lugares, entre a devoção, história e arte, Edições Padre Pio de Pietrelcina) foi escrito por Stefano Campanella, diretor da Teleradio Padre Pio e autor de inúmeros ensaios sobre o santo.

Nele está o relato de Angelo Battisti, diretor da Casa Alívio do Sofrimento e datilógrafo da Secretaria de Estado do Vaticano. Battisti foi uma das testemunhas no processo de beatificação do santo religioso.

O Cardeal Mindszenty durante o processo iníquo que o condenou.
O Cardeal Mindszenty durante o processo iníquo que o condenou.
O Cardeal József Mindszenty, arcebispo de Esztergom, Primaz e Regente da Hungria, foi encarcerado pelas autoridades comunistas em dezembro de 1948 e condenado à prisão perpétua no ano seguinte.

Ele foi falsamente acusado de conspirar contra o governo socialista. Passou oito anos no cárcere e em prisão domiciliar até ser libertado durante a revolta popular de 1956.

Então se refugiou na delegação comercial dos EUA em Budapeste, até 1973, ano em que Paulo VI impôs sua saída e sua renúncia à arquidiocese.

Naqueles anos de prisão teria acontecido a bilocação, que levou o Padre Pio até a cela do cardeal.

Eis como Battisti descreveu a miraculosa cena:

“O capuchinho estigmatizado, enquanto se encontrava em San Giovanni Rotondo, foi até ele para levar-lhe o pão e o vinho destinados a se tornarem o corpo e o sangue de Cristo, isto é, a realidade do oitavo dia [Domingo de Páscoa].

“Nesse caso, a bilocação adquire ainda mais o significado da antecipação do oitavo dia, ou seja, da Ressurreição, quando o corpo é liberado dos limites do espaço e do tempo.

“Simbólico é também o número de registro do detento impresso em seu pijama de presidiário: 1956 é o ano da libertação do Cardeal.

“Como é sabido – conta Battisti –, o cardeal Mindszenty foi preso, colocado na cadeia e vigiado o tempo todo. Com o passar do tempo, crescia fortemente o seu desejo de poder celebrar a Santa Missa.

“Uma manhã, apresentou-se diante dele o Padre Pio, com tudo que ele precisava. O Cardeal celebra sua Missa e Padre Pio lhe serve [como acólito]; depois se falaram e, no final, Padre Pio desaparece com tudo que havia levado.

“Um padre vindo de Budapeste me falou confidencialmente sobre o fato, perguntando se eu poderia obter uma confirmação do Padre Pio. E eu disse a ele que se eu tivesse perguntado uma coisa dessas, Padre Pio teria me expulsado aos xingos”.

Santo Padre Pio de Pietrelcina, capuchino.
Santo Padre Pio de Pietrelcina, capuchino.
Mas, numa noite de março em 1965, no final de uma conversa, Battisti perguntou ao frade estigmatizado:

“Padre, o Cardeal Mindszenty reconheceu Padre Pio?”

— Depois de uma primeira reação de irritação, o santo de Gargano respondeu:

— “Que diabos, nós nos encontramos e conversamos, e você acha que não teria me reconhecido?”

Confirmando assim a bilocação ao cárcere, que teria acontecido alguns anos antes.

“Então — acrescenta Battisti — ele tornou-se triste e acrescentou: ‘O diabo é feio, mas o haviam deixado mais feio que o diabo’”, se referindo aos maus tratos que sofria.

O que demonstra que o Padre o havia socorrido desde o início de sua prisão, porque não se pode conceber, humanamente falando, como o Cardeal foi capaz de resistir a todo o sofrimento a que foi submetido e que ele descreve em suas memórias.

O Padre Pio então concluiu: “Lembre-se de orar por esse grande confessor da fé, que tanto sofreu pela Igreja”.


segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Arcebispo católico exorta soldados ucranianos
a combater com Cristo pela pátria

Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak.
Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak.

O Metropolita (arcebispo) greco-católico de Lviv, D. Ihor Voznyak, deu a conhecer uma carta de apoio aos militares ucranianos em serviço ativo, na qual ele sublinha:

“Nós testemunhamos o advento de uma nova geração de heróis, prestes a sacrificar suas vidas e a esquecer todo conforto e sossego, heróis que são os primeiros a responder ao clamor de ajuda vindo de sua terra.

“Estou me dirigindo a vós, bravos defensores de nossa nação! Para muitos ucranianos, vossa fortaleza, vossa paciência e vossa prudência têm sido um modelo de como se deve amar o próprio país, de como não fugir aos deveres para com ele, e de como orgulhar-se da própria história, de sua origem, e preparar-lhe um futuro resplandecente...

“Estou vendo com entusiasmo como vós, a mais jovem geração de ucranianos, se transformou para todo o nosso povo em verdadeiro rochedo, que não será quebrado pelo medo, pela intimidação e pelas ameaças.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Filhos de pais não praticantes
pedem o Batismo na França


Se encontrardes belas e saborosas maçãs num espinheiro, sabei que não foi esse áspero arbusto que as produziu, mas sim um milagre de Deus. Se do ovo de uma serpente virdes sair um formoso e cantante rouxinol, sabei que não foi a serpente que o gerou, mas sim um outro milagre divino.
Estes pensamentos nos ajudam a entender como, neste século que parece realizar a profecia de Nosso Senhor “quando virdes estabelecida no lugar santo a abominação da desolação [...] a tribulação será tão grande como nunca foi vista desde o começo do mundo” (Mt 24, 15-21), é possível desabrochar de modo inesperado entre crianças e adolescentes, filhos de pais não religiosos, uma tendência a pedir o batismo.

O fenômeno é notório na França, e o conhecido jornal “La Croix” dedica-lhe extensa reportagem em seu caderno Religião e Espiritualidade (19-4-14). Logo na epígrafe lemos: “É cada vez maior o número de crianças de mais de sete anos que empreendem um caminho de fé, para surpresa de seus familiares”.

Alguns dados extraídos dessa reportagem, constituem o cerne deste artigo. Vamos a eles.

“‘Para me tornar melhor’. ‘Porque eu sentia necessidade de crescer com fé’. ‘Para dar um sentido a minha existência e pôr a minha vida nas mãos de Deus’. É por meio dessas palavras que Alexandre, Vitória e M’Ballou testemunham o seu percurso.

“Juntamente com dez outros de seus companheiros das capelanias [pastorais escolares] de Vanves et de Malakoff (Hauts-de-Seine), esses três adolescentes de 14 a 19 anos se preparam para se tornarem cristãos. Seu desejo de serem batizados não tem origem em suas tradições familiares.

“Impossível enumerar, entre as 12 mil crianças de 7 a 12 anos e os 5 mil adolescentes de 12 a 18 anos, batizados por ano, quantos empreenderam um caminho inteiramente pessoal, no qual os pais absolutamente não intervieram, fossem estes não-crentes, praticantes de outra religião, ou simplesmente afastados da Igreja.

Os responsáveis constatam que o fenômeno toma grande vulto. “Com uma mãe não batizada e um pai ateu, aos 14 anos Alexandre, bom aluno do curso colegial, escolheu abraçar a fé católica, para surpresa dos pais.

“Ao assistir um batismo, M’Ballou, que se prepara hoje em dia para um concurso de enfermagem, sentiu desejo de se aproximar da Igreja. ‘Eu cresci livre mas sem fé, entre uma mãe católica e um pai muçulmano. Eu me dei conta que a fé me fazia falta’, conta a jovem, hoje com 19 anos.

“Para Vitória, 17 anos, olhar claro e blusão de couro preto, em sua casa nunca se pôs o problema da religião. ‘Meus pais são divorciados. Minha mãe é batizada, mas nunca foi ao Catecismo, e meu pai tem a imagem da Ceifadora [representação da morte] tatuada no braço: a religião de nenhum modo é de seu gosto’.

Desde a idade dos 6 anos, a menina vem pedindo regularmente para ser batizada, mas sem sucesso. Até que ‘aos 15 anos, eu me zanguei verdadeiramente’ e então sua mãe telefonou para a capelania.

“Em Colommiers (Aude), Benjamin confessa sentir um certo ‘orgulho’ vendo seu filho Maxime, 10 anos, preparar-se para a celebração. ‘Foi por meio do escotismo que ele desejou frequentar o catecismo, ser batizado e fazer a Primeira Comunhão. De nosso lado, nem minha esposa nem eu somos crentes e praticantes. É sua primeira escolha de adulto. Eu o vejo crescer, ele traça seu caminho, torna-se autônomo’.”

Que neste século de incredulidade e torpezas possam germinar graças tão insignes quanto inesperadas, só pode ser atribuído a uma ação do Divino Espírito Santo, a rogos de Maria Santíssima.

“O vento sopra onde quer; ouves-lhe a voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito” (Jo 3,8).

Um incrédulo poderia perguntar: mas no que vai dar tudo isto? Não tem futuro. Acabará engolido pelas ondas da modernidade.

A resposta é: o Senhor não é o Deus das obras inacabadas. Se Ele começou a edificar, chegará ao fim, ainda que tenha de remover montanhas e convulsionar os mares, produzir terremotos e ativar vulcões.

Aos que têm fé, cumpre acompanhar o fenômeno, favorecê-lo quanto lhe for possível, e sobretudo esperar com toda certeza a vitória final de Deus.


segunda-feira, 21 de julho de 2014

Mais de 3 mil médicos e estudantes de Medicina poloneses prometem não praticar abortos

Jovens contra o aborto na Polônia
Jovens contra o aborto na Polônia

Mais de três mil médicos e estudantes de Medicina poloneses assinaram em Cracóvia uma declaração em que se comprometem a não praticar abortos nem fornecer receitas para anticoncepcionais, noticiou a agência “Infocatolica”

O juramento hipocrático, pilar da deontologia médica desde o século IV antes de Cristo, é inteiramente claro sobre a incompatibilidade entre o exercício da Medicina e o aborto.

Ele deveria bastar para impedir o massacre dos inocentes e os atentados contra a concepção.

“Eu não darei droga letal a ninguém, caso isso me seja solicitado, não aconselharei tal procedimento; e similarmente, não darei a uma mulher um pessário [diafragma] que lhe provoque um aborto” – diz o original grego do juramento.

Porém, esse juramento, tradicional entre os médicos dos países civilizados, foi calcado aos pés pelas legislações ocidentais “modernas”, contrárias à concepção e à vida.

Mas, em muitos países, as novas gerações de médicos se recusam mais do que as gerações precedentes, a eliminar seres humanos. E fazem questão de condenar a prática do aborto e de outros procedimentos que visam impedir a concepção.

Por isso, ministros, deputados e chefes de governo europeus avançam medidas para impedir que os médicos ajam de acordo com as exigências da Medicina e obedeçam à sua reta consciência.

Em resposta às pressões políticas e ideológicas imorais, mais de 3.000 médicos e estudantes de Medicina poloneses enfatizaram seu compromisso com a genuína ciência médica que respeita e promove toda vida humana.

Na Polônia, o aborto é visto como semelhante aos extermínios de massa nazistas
Na Polônia, o aborto é visto como semelhante aos extermínios de massa nazistas
Numa declaração assinada em Cracóvia, eles se comprometeram a não praticar abortos nem inseminações artificiais (que também exigem a destruição de embriões). Também recusaram fornecer receitas para anticoncepcionais, em concordância com a doutrina católica.

Obviamente, os ambientes da cultura da morte, que incluem os partidos de esquerda, criticaram iradamente a declaração.

O presidente da Comissão de Saúde do Parlamento polonês, Tomasz Latos, lembrou a esses críticos que os médicos signatários da declaração estão amparados pelo direito à objeção de consciência.

Esse direito está sendo cada vez mais desconhecido e desrespeitado nos países da União Europeia (UE), da qual a Polônia faz parte, constrangendo e atropelando a consciência dos médicos retos.

Portanto, prevê-se também na Polônia uma acirrada polemica entre os médicos sérios e católicos e os inimigos da vida e do catolicismo.


segunda-feira, 14 de julho de 2014

Onda de conversões de adultos no Vietnã

Católicos na capital Hanoi
Católicos na capital Hanoi

No Vietnã, o vazio gerado pelo ateísmo comunista produz efeitos análogos aos verificados na China, atraindo muitas almas para a Igreja Católica

Em Ho Chi Minh City, antiga Saigon, a maior cidade do país, 680 mil de 9 milhões de habitantes são católicos e seu número cresce assustadoramente para o regime socialista. A conversão de Tô Hai, “prócer” do comunismo vietnamita e célebre compositor nacional, causou sensação recentemente. Confira: Líder vietnamita repudia socialismo e entra na Igreja Católica

Há na diocese 670 sacerdotes, mais de 5.000 religiosos e religiosas, mais de 7.000 catequistas e todo ano mais de 6.000 adultos pedem o batismo, segundo noticiou o site “Religión en Libertad”.

Em 2012, por exemplo, foram batizados 6.736 adultos, provenientes do ateísmo, do budismo ou do culto aos antepassados. O número anual de batismos de bebês é o triplo.

Para efeitos de comparação, em dioceses grandes como Los Angeles e New York, a Igreja Católica batiza anualmente entre 1.300 e 1.600 adultos.

As dioceses católicas no Vietnã (7 milhões de fiéis para um total de 90 milhões de habitantes) não concedem dispensas para celebrar matrimônios de católicos com não católicos.

Há conversões insinceras em número minoritário. Porém, a fé sincera de um dos cônjuges tende a tocar o coração do outro.

Por exemplo, Teresa Nguyen Thuy Kieu abandonou o budismo em 2005 porque admirava a firmeza católica de seu noivo.

Religiosas no Vietnã
Religiosas no Vietnã
Hoje ela é uma militante da Legião de Maria que ensina o catecismo duas tardes por semana, acompanha adultos em processo de conversão e tenta ir à missa todos os dias, embora tenha que manter sua loja e dois filhos pequenos.

Teresa já teve seu “batismo de sangue” com os médicos socialistas do governo que rotineiramente tentam fazer as grávidas abortarem. No caso de seu segundo bebê, o médico lhe anunciou que ele nasceria com deficiência e tentou que ela o abortasse.

Sendo agora católica e sabendo que abortar é assassinar uma criança, recusou a tentação e confiou o caso a Deus e à oração. A criança nasceu prematuramente, mas hoje, com quase um ano, está forte e cheia de saúde.

O exemplo de Teresa Kieu de tal modo impressionou sua família, que sua mãe, sua cunhada e seus 11 sobrinhos pediram o batismo.

O socialismo olha para os católicos com menosprezo, desdém e desconfiança, mas essa oposição dos sem-Deus não consegue conter a onda de conversões suscitadas pela graça divina.


segunda-feira, 7 de julho de 2014

Aldeões defendem a Cruz
em luta desigual contra a policia socialista


A bem informada agência AsiaNews noticiou que centenas de cristãos de uma cidade perto de Wenzhou lutaram durante horas contra policiais que queriam arrancar o símbolo da Redenção do alto da igreja.

Alguns fieis foram socados, receberam pontapés e porretadas.

Após horas de confronto, a polícia desistiu. Mas voltou num horário tardio da noite para tomar conta da igreja e tirar a Cruz pela força.

O Partido Comunista da região de Zhejiang lançou a campanha “Três revisões e uma demolição”.

O objetivo seria corrigir os prédios construídos fora do Plano Diretor da cidade.

Mas, de fato, a campanha visa destruir em grande escala as igrejas cristãs que florescem por toda parte na província, apelidada de ‘Jerusalém do Oriente’.

A agência AsiaNews elaborou uma lista com fotos de 64 igrejas destruídas ou com as cruzes arrancadas por essa campanha persecutória que se está estendendo a outras províncias da imensa China.

No povoado de Guangtou (Beibaixiang, Yueqing, Wenzhou), em 11 de junho (2014), a comunidade cristã local foi notificada que a grande Cruz sobre sua igreja seria removida pelas autoridades.

Os fiéis intuíram a hipocrisia e guardaram a igreja dia e noite. Naquele dia funcionários e policiais de choque chegaram à Igreja às 5 horas da manhã para completar seu diabólico plano.

Os fiéis presentes deram o sinal de alerta e em pouco tempo pelos menos 200 aldeões se concentraram na praça da igreja e cortaram a energia elétrica, inviabilizando assim o uso dos equipamentos de demolição ou motosserras.

Os fieis também interpuseram seus corpos diante dos policiais, recebendo toda espécie de golpes. Vários resultaram feridos e ficaram sangrando no chão.

Porém, a resistência foi tão forte que a polícia abandonou o local.

Os temores dos cristãos se confirmaram quando as tropas voltaram mais fortes e agressivas para completar a ordem da ditadura anticristã.

A igreja foi construída em 2006 com todas as aprovações e licenças das autoridades.

Mas o governo socialista de Zhejiang tergiversa, dizendo que as igrejas demolidas são prédios ilegais.

Mas, segundo a opinião generalizada em Whenzou, na China e no exterior, o Partidão está preocupado com a grande expansão do cristianismo na região.

CLIQUE AQUI para ver a lista das igrejas demolidas.

Vídeo das violências em Zhejiang: 



segunda-feira, 30 de junho de 2014

Líder vietnamita repudia socialismo e entra na Igreja Católica

Tô Hai, um “prócer” do comunismo vietnamita e célebre compositor no país, anunciou que abandonava o Partido Comunista num livro que causou sensação: ”Journal d’un lâche” (“Diário de um covarde”), segundo informou o site “Le Salon Beige”.

No dia 28 de maio 2014, ele descreveu em seu blog o que sentia com a sua conversão ao catolicismo com uma frase lacônica, mas muito expressiva:

“Uma imensa alegria no fim de minha vida… “.

No dia anterior, quer dizer 27 de maio, ele havia escrito no mesmo blog:

“Após muitas noites sem dormir, eu por fim encontrei o caminho rumo a uma razão de viver, uma via que eu tinha recusado desde a minha infância: Eu me voltei para Deus!

“Meu coração fica agora em paz com minha fé em Deus. O mal foi expulso, eu viverei livre da angústia até o dia em que fecharei os olhos nesta vida”.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Nova catedral em estilo tradicional emociona fiéis nos EUA

Projeto aprovado da nova catedral de West Raleigh, Carolina do Norte, EUA
Projeto aprovado da nova catedral de West Raleigh, Carolina do Norte, EUA

A diocese de West Raleigh, nos EUA, deu a conhecer o projeto de sua nova catedral. O bispo diocesano, D. Michael Burbidge, explicou que o plano corresponde aos desejos dos paroquianos e por isso atraiu o apoio econômico da comunidade, informou “News Observer.com”.

A catedral do Santíssimo Nome de Jesus, de fato, desafia o “politicamente correto” em arquitetura religiosa e não se inscreve na categoria dos prédios qualificados de “feios como o pecado” pelo arquiteto Michel S. Rose.

A nova catedral será construída em estilo neorromânico, evocativo do românico medieval, e custará por volta de U$ 41 milhões.

É muito pouco se comparado com as extravagantes catedrais feitas no “espírito do Concílio Vaticano II”, da “Igreja pobre” e “aggiornata”, como por exemplo, as projetadas pelo engenheiro Calatrava, hoje às voltas com a Justiça por ganhos indevidos.

Educação começa séculos antes do nascimento

O professor Gregory Clark, da Universidade da Califórnia, empreendeu um estudo dos nomes de família pouco frequentes. Estes nomes são mais facilmente identificáveis nos registros antigos e permitem analisar com facilidade a continuidade familiar.

O prof. Clark verificou a estabilidade do nível social das famílias, independente do país ou do período histórico considerado.

Outros estudos afirmavam que a suposta mobilidade social moderna de fato não existe no grau que se apregoa. Na realidade, ela é fonte de instabilidade, embora para muitos seja uma “conquista” das sociedades modernas.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Jovens católicos franceses
acham “demodés” bispos e políticos modernizados

Uma nova geração de jovens católicos engajados na defesa da instituição familiar e na vigência da moral na sociedade vem causando consternação na Conferência Episcopal Francesa, segundo a revista “Figaro Magazine”.

O episcopado francês está com a consciência pesada – escreveu o vaticanista Jean-Marie Guénois, do grupo do “Figaro” – pois ele se engajou há décadas com o socialismo e o comunismo sob o pretexto de conquistar a classe operária.

Porém, após modernizar-se a ponto de quase não se identificar com seu passado, no fim do século XX percebeu que tinha perdido sua influência sobre a classe operária que tende para a extrema direita.

O novo problema é que o episcopado, que tentou dar à luz a uma “Igreja jovem” dessacralizada e igualitária, perdeu agora a adesão da juventude!

Porém, segundo Guénois, muitos e dos mais importantes bispos do país, que sempre procuram ler os “sinais dos tempos”, sequer deram a impressão de ter percebido a imensa transformação.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Catolicismo na Coreia do Sul não cessa de crescer

Missa de Natal numa igreja de Seul
Missa de Natal numa igreja de Seul
A Igreja Católica na Coreia do Sul cresceu 1,5% em 2013, de acordo com as estatísticas oficiais da Conferência Nacional dos Bispos, superando largamente o crescimento vegetativo da população. Dessa maneira, superou a fronteira dos 10% do país, atingindo 10,4%, noticiou a agência “AsiaNews”.

No grande conglomerado populacional representado pela capital Seul e suas cidades satélites se concentram 56,1% dos católicos do país.

Em 2013 foram batizados 118.830 catecúmenos, na sua maioria homens adultos (63.285). Também foram batizadas 25.589 crianças.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Famílias boicotam escolas que ensinam “ideologia de gênero”

Muitas famílias francesas tiram seus filhos das aulas que ensinBBC Brasil.

am ou viriam a ensinar a negação “das diferenças sexuais entre homens e mulheres”, noticiou a

A polêmica foi gerada pelo programa “ABCD da Igualdade”, concebido pelos Ministérios da Educação e dos Direitos das Mulheres, no governo socialista de François Hollande.

O pretexto do programa é combater as ideias homofóbicas e misóginas, a fim de que uma moça queira ser engenheira ou bombeira e um rapaz vire parteiro.

Mas, na realidade, o temor generalizado é de que o governo pretende impelir a “teoria do gênero” na mente das crianças para eliminar a ideia das diferenças naturais biológicas e sociais entre os homens e mulheres e promover a homossexualidade.

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Jesus é mais procurado nas redes sociais chinesas
que Mao ou o PC

Quadro comparativo das procuras em 3 de abril 2014. CLIQUE PARA AMPLIAR
Na rede social Weibo, o “Twitter chinês”, o nome de Jesus e de Deus é mais procurado que o do presidente Xi Jinping, secretário-geral do Partido Comunista chinês, o de Mao Tsé-Tung e até o do próprio Partido Comunista que domina o país.

Bethany Allen, do Foreign Policy Magazine, saiu em busca dos nomes mais procurados na maior rede social chinesa no dia 3 de abril.

A procura da palavra “Bíblia” resultou em mais de 17 milhões de resultados. Porém, a “bíblia do comunismo chinês”, quer dizer, o “Livro Vermelho” de Mão Tsé-Tung, rendeu menos de 60 mil.

O nome do novo ditador-presidente “Xi Jinping” apareceu quatro milhões de vezes, cifra decepcionante diante dos quase 18 milhões de resultados para “Jesus”, fundador da religião mais perseguida na China.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Bispo dos EUA reafirma proibição de dar a Comunhão a pecadores públicos

D. Thomas J. Paprocki, bispo de Springfield, Illinois, EUA
D. Thomas J. Paprocki, bispo de Springfield, Illinois, EUA

O bispo de Springfield (Illinois), D. Thomas J. Paprocki, apoia claramente os sacerdotes que negam a Comunhão aos políticos que se declaram católicos mas cooperam com projetos contrários aos ensinamentos da Igreja.

O site “Lifesitenews” noticiou que o bispo ratificou plenamente a decisão de um sacerdote diocesano que recusou a Eucaristia ao senador Dick Durbin. Este político sustenta a associação abortista Naral Pro-Choice.

O editorialista católico Matt Abbot divulgou que o escandaloso senador “foi informado há anos pelo responsável da paróquia do Santíssimo Sacramento de Springfield que não podia receber a Santa Comunhão em virtude do cânon 915 do Código de Direito Canônico”. O senador acatou a proibição.

O cânon 915 (equivalente a um artigo dos nossos Códigos) estabelece textualmente que “não devem ser admitidos à Sagrada Comunhão os excomungados e os interditados após a imposição ou declaração da pena, e aqueles que obstinadamente persistam num manifesto pecado grave”.

O cumprimento desta norma legal provoca debates e até ira na mídia e nos inimigos da Igreja. Também não é bem aceito por certos bispos da linha “progressista” ou amigos de governos de esquerda, que argüem por vezes um falso senso de caridade ou de misericórdia.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Tentativa de “missa negra satânica” em Harvard.
Estudantes reparam ofensa ao Corpo de Cristo

Convite missa negra satânica
A encenação de uma “missa negra satânica” havia sido agendada para segunda-feira, 12 de maio, véspera da festa de Nossa Senhora de Fátima, na prestigiosa Universidade de Harvard, nos EUA.

A “missa negra” é um culto satânico com blasfêmias e sacrilégios, que faz as vezes de uma paródia da Missa católica. Muitas orações são invertidas para exprimir o contrário do rito católico e cultuar Lúcifer, informou o “Boston Globe”.

O satânico ritual foi aprovado pelo Harvard Extension Cultural Studies Club e deveria ser executado pelo grupo “Satanic Temple”, de Nova York. O responsável por esse grupo declarou que não seriam usadas hóstias consagradas, como é o sacrílego costume, segundo informou a CNSNews.

A tentativa de amortecer as reações incluía a “explicação” de que essa “missa negra” seria apenas uma manifestação de independência em relação à autoridade da Igreja, quando na realidade trata-se de cultuar a revolta de Satanás contra o Sacrifício Redentor da Cruz, renovado em toda Missa autenticamente católica.

Afastando quaisquer dúvidas, Lucien Greaves, porta-voz do grupo satanista, explicou o que eles fazem:

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Maioria dos povos do mundo recusa
o aborto e a agenda homossexual

Pew Research Center’s 2013 Global Attitudes
Pew Research Center’s 2013 Global Attitudes
Nenhum dos 40 países de todos os continentes que foram sondados pelo Pew Research Center aprovou a afirmação de que o aborto é moralmente aceitável, noticiou a agência LifeSiteNews.

Estes são os resultados no Brasil. CLIQUE AQUI

Em 13 países a oposição ao aborto venceu na proporção de três a um. As nações com menos tolerância ao crime do aborto foram as Filipinas, Gana, Indonésia, Uganda, e El Salvador.

A maior parte dos povos consultados também qualificou a homossexualidade de moralmente inaceitável. Segundo o inquérito Pew Research Center’s 2013 Global Attitudes, em 22 das nações analisadas a maioria se opõe à homossexualidade por razoes morais.

O homossexualismo só foi julgado moralmente aceitável na República Checa, Espanha e Alemanha.

“Os resultados da enquete do Pew são surpreendentes” declarou Adam Cassandra, diretor de comunicações da Human Life International, a LifeSiteNews. De fato, o instituto Pew está muito longe de ser suspeito de propensões pelo conservadorismo ou pela moralidade.

segunda-feira, 5 de maio de 2014

O “cometa cristão”
está ficando grande e incontrolável na China

Escudo humano para defender igreja em Sanjiang
Escudo humano para defender igreja em Sanjiang, antes de ser dinamitado.

Autoridades do Partido Comunista da província oriental de Zhejiang negaram que estivesse em curso uma “campanha de demolição” de igrejas no país.

Porém, simultaneamente, testemunhas denunciaram que cerca de doze já haviam sido demolidas ou perdido suas cruzes

Em outras igrejas, os responsáveis receberam intimação para tornarem “menos conspícua” a presença dos templos, por exemplo desligando as luzes durante a noite.

O fato é que os responsáveis religiosos acusam os líderes comunistas dessa rica província de “grave interferência” nos assuntos da Igreja, agindo de acordo com uma campanha orquestrada.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Cristianismo cresce no Irã,
apesar a perseguição fundamentalista

Missa de Natal no Irã
Missa de Natal no Irã

É moeda corrente que desde a ascensão do aiatolá Khomeini no Irã em 1979 e a imposição da Sharia (lei islâmica que pune com a morte os que fogem do Islã), o catolicismo entrou em vias de extinção.

Porém, essa moeda é falsa, e o fato é que nesse país as conversões ao cristianismo vêm crescendo vertiginosamente, informou o site “Religión en Libertad”.

Isto acontece num regime de perseguição sob o qual líderes e fiéis cristãos são encarcerados em prisões de segurança máxima e torturados pelo mero fato de se tornarem seguidores de Jesus Cristo.

Recente relatório da ONU concluiu que a perseguição aos cristãos no Irã atingiu níveis em precedentes.

Aiatolás líderes do Conselho Supremo da Revolução Cultural Islâmica declararam que os ocidentais (leia-se cristãos ) são uma tropa de animais, em concordância com o Corão (5:59-60), que qualifica judeus e cristãos de descendentes de macacos e de porcos, respectivamente.

Aiatolás pregam que o cristianismo é uma religião de doentes mentais, e o tratamento da República islâmica para essa doença é, segundo os doutores corânicos, a execução.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Médica ateia confere 1.400 milagres e diz: “eles existem”

A professora Jacalyn Duffin dando aula de História da Medicina
A professora Jacalyn Duffin dando aula de História da Medicina

A hematologista canadense Jacalyn Duffin estava observando no microscópio “uma célula letal de leucemia”.

Olhando para a data do exame, concluiu: “fiquei persuadida de que o paciente cujo sangue estava examinando tinha que ter morrido”.

Entretanto, o paciente estava bem vivo.

A hematologista não sabia: ela havia sido solicitada para participar na investigação de um milagre.

Ela escreveu sua incrível história pessoal. em artigo para a BBC

A doutora Duffin, 64, é também uma prestigiosa historiadora, tendo presidido a Associação Americana de História da Medicina e a Sociedade Canadense de História da Medicina. Além de ser catedrática dessa disciplina na Queen’s University de Kingston (Canadá).

O fato se deu em 1986 e foi seu primeiro contato com as canonizações da Igreja.

domingo, 13 de abril de 2014

Acompanhando Jesus pela Via Sacra de Jerusalém


A Via Sacra ‒ também conhecida como Via Crucis, Estações da Cruz ou Via Dolorosa ‒ é uma devoção que consiste numa peregrinação feita em oração e ajudada por uma série de quadros ou imagens que representam cenas da Paixão de Cristo.

A Via Sacra mais conhecida hoje é a rezada no Coliseu de Roma, na Sexta-Feira santa, com a participação do próprio Papa.

As imagens representando as cenas da Paixão podem ser de pedra, madeira ou metal, pinturas ou gravuras.

Elas estão dispostas a intervalos nas paredes ou nas colunas da igreja.

Mas, às vezes podem se encontrar ao ar livre, especialmente nas estradas que conduzem a uma igreja ou santuário. Uma Via Sacra muito conhecida é a do santuário de Lourdes, França.

Nos mosteiros as imagens são muitas vezes colocadas nos claustros.

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Tribunal Constitucional da Bolívia
mantém a penalização do aborto

O Tribunal Constitucional da Bolívia recusou a despenalização do aborto pedida por um coletivo de grupos feministas, segundo noticiou o jornal parisiense “Le Monde”.

“O aborto é um crime” e “esta decisão do Tribunal Constitucional é um reconhecimento do direito à vida”, declarou o ministro Gualberto Cusi, no dia 13 de fevereiro.

O magistrado acrescentou que o acórdão “respeita o interesse da sociedade” e fundamenta-se “no argumento segundo o qual a vida deve ser respeitada desde a concepção”.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Marcha pela vida no Peru:
a maior na história do continente

Marcha pela Vida, Lima. 22.03.2014
Marcha pela Vida, Lima. 22.03.2014
A terceira Marcha pela Vida na capital do Peru foi a maior passeata pela vida na história da América Latina. A participação atingiu entre 250.000 e 300.000 pessoas, segundo fontes diversas, informou “Religión en Libertad”.

Jovens, adultos e crianças marcharam desde as 9 da manhã no dia sábado 22 de março pelas grandes avenidas Brasil e Javier Prado, chegando a atingir uma extensão de 40 quarteirões.

Poucos dias depois houve marchas análogas nas cidades de Piura, Trujillo, Iquitos, Huancayo e Arequipa. Nessa cidade mais de 100 mil pessoas participaram do VIII Gran Corso por la Vida, la Familia y la Juventud, no Dia da Criança por Nascer, informou ACI.

Para participantes espanhóis, foi uma surpresa ver o próprio Cardeal-arcebispo de Lima falando à imensa multidão, como fazem certos cardeais e bispos dos EUA e Canadá nas marchas pela vida.

A surpresa provinha do fato dos bispos espanhóis se ausentarem há vários anos das passeatas pela vida.

No Peru o aborto é ilegal, mas existe uma norma velha de 90 anos que permite o aborto “terapêutico”. A norma é tão arcaica que nunca se verificam circunstâncias para a sua aplicação.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Austrália derruba lei
que permitia 'casamento' homossexual

Corte Suprema de Austrália
O Supremo Tribunal da Austrália derrubou uma lei aprovada pelo governo trabalhista (socialista) que permitia “casamentos” sodomíticos entre pessoas do mesmo sexo no país.

A advocacia do governo federal argumentou que a existência de diferentes leis sobre casamento nos vários Estados e territórios australianos criaria confusão.

O Supremo decidiu por unanimidade que a lei não está de acordo com a legislação federal sobre matrimônio, que define o casamento como a união entre um homem e uma mulher.

“A lei do casamento não admite a formação ou reconhecimento de casamentos entre pessoas do mesmo sexo. A lei prevê que o casamento seja celebrado na Austrália somente entre um homem e uma mulher”, disse o tribunal em comunicado emitido junto com a decisão.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Episcopado da Nigéria elogia
criminalização do “casamento” homossexual

Goodluck Jonathan, presidente de Nigéria
O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, aprovou lei que proíbe o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Este será punido com 14 anos de prisão para cada um dos envolvidos.

“As pessoas do mesmo sexo que tiverem um contrato de casamento ou uma união civil cometem um crime e são passíveis de condenação com uma pena de 14 anos de prisão para cada”, diz a lei.

A lei também pune o relacionamento homossexual e a adoção de crianças por casais sodomíticos.

“Qualquer pessoa que se registra, opera ou participa de clubes gays, sociedades e organizações, ou direta ou indiretamente faz demonstração pública de relacionamento amoroso com alguém do mesmo sexo na Nigéria, comete um delito e é passível de condenação a uma pena de 10 anos de prisão”, acrescenta.

O projeto foi transformado em lei pelo Parlamento da Nigéria e a assinatura do presidente deu-lhe pleno valor legal.

O país teve de enfrentar interferências descabidas e ameaças do exterior, inclusive econômicas.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Pesquisas mostram que bebês têm senso moral

Novos testes psicológicos confirmaram: bebês de poucos meses já evidenciam possuir senso moral e noção instintiva do bem e do mal, informou a “Folha de S.Paulo”.

O psicólogo canadense Paul Bloom, de Yale, em seu mais recente livro, intitulado Just Babies (“Bebês Justos” ou “Apenas Bebês”), resume décadas de pesquisas que apontam nesse sentido.

Bloom, sua colega (e mulher) Karen Wynn e outros pesquisadores reuniram evidências em favor da ideia de que os seres humanos já vêm equipados com um “senso moral” desde o berço.

Eles citam diversos testes, inclusive no laboratório de psicologia da Universidade Yale, nos EUA.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Retorno de costumes tradicionais
ameniza a vida do lar

Ilustração do Le Figaro Madame "O triunfo da dona de casa" - É melhor que ir no shopping, não é? - Sim! - Sim! Na mesa: bolos e suco feitos em casa.
Ilustração do Le Figaro Madame "O triunfo da dona de casa"
- É melhor que ir no shopping, não é?
- Sim!
- Sim!
Na mesa: bolos e suco feitos em casa.


Como deixar brilhante a prataria com bicarbonato de sódio, preparar um inesquecível mil folhas ou tricotar um cachecol único?

Esses temas voltaram de forma palpitante entre as mulheres do III Milênio na França, amantes das lojas de grife, profissionais graduadas em universidades.

As “novas fadas do lar” derrotaram as “working girls”, que nos anos 80 e 90 teriam morrido de vergonha em manifestar qualquer interesse pelo ambiente doméstico.

Segundo Le Figaro Madame, toda uma geração feminina jovem e bem-sucedida se delicia com as artes domésticas. Os produtos com ar “vintage”, ou de uma outra época, fazem furor no país que chegou a ser a pátria de Maio de 68.

A tendência veio dos EUA, onde o movimento das retro wives (algo como esposas que retrocedem no tempo) está florescendo. O fenômeno foi longamente analisado com preocupação pelo cotado jornal The New York Times, habitualmente púlpito midiático do feminismo mais ao vento.

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Tradição familiar das gôndolas
subsiste com orgulho em Veneza

Cada góndola é feita à medida do gondoleiro
Cada góndola é feita à medida do gondoleiro

As gôndolas negras deslizam pelos canais de Veneza ostentando os sinais de um pequeno, mas requintado grupo de artesãos que mantêm vivos os métodos tradicionais de construção, informou a “Folha de S.Paulo”.

Cerca de 700 anos atrás, existiam 7.000 delas em Veneza, mas seu uso cotidiano foi suplantado pelo de barcos mais modernos. Restam 433, primordialmente turísticas.

O construtor de gôndolas Roberto Tramontin explica que uma gôndola demora dois meses para ser construída, leva 280 peças de madeiras diversas, como limoeiro, carvalho, mogno, nogueira, cerejeira, abeto, lárix e olmo, e custa cerca de € 38 mil (R$ 123 mil).

A madeira é tratada durante até um ano antes de ser modelada na forma cilíndrica ligeiramente assimétrica, o que permite a um único gondoleiro conduzir a embarcação em linha reta.

Os construtores de gôndolas praticam durante vários anos, antes de começar a construí-las sob medida para o peso do gondoleiro.

Quem viajou de gôndola terá observado que ela é torta, em geral enviesada para um lado. Mas quando o gondoleiro ocupa seu lugar, ela fica perfeitamente equilibrada.