terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Abadia trapista volta ao esplendor dos ritos tradicionais e recupera a vida


O mosteiro trapista de Mariawald, em Eifel, diocese de Aachen, Alemanha, foi o primeiro a retornar ao rito tradicional, ou “extraordinário”.

O fato aconteceu na festa da Apresentação de Nossa Senhora ao Templo, em 21 de novembro.

Tratou-se de um acontecimento único na história da Igreja.

O mosteiro já fora fechado no tempo da Kulturkampf anti-católica do século XIX e pelo nazismo.

Porém tal vez nunca correu tanto perigo quanto no período pós-conciliar, quando após adotar o liturgicismo progressista na moda, viu a disciplina cair em pedaços, os frades apostatarem e as vocações caírem em número assustador.

As negras perspectivas da abadia mudaram agora quando voltaram à antiga disciplina e liturgia com a aprovação da Santa Sé.


Quero receber atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 22 de novembro de 2008

Jovem narra o auxílio da graça divina para impedir a profanação da Sé de Neuquén, Argentina

Defesa da Catedral de NeuquénEm 17 de agosto p.p. uma centena de jovens argentinos evitou que a Catedral de Neuquén (capital do Estado onde fica Bariloche) fosse profanada por uma marcha de abortistas, lésbicas e feministas reunidas pelo governo populista argentina no XXIII Encuentro Nacional de Mujeres (ENM).

Tentativa de profanação da catedral, Neuquén, ArgentinaAs ativistas abortistas-lésbicas-feministas, acompanhadas de alguns protetores masculinos disfarzados de sacerdotes atacaram com insultos, blasfêmias, pedras e atos indignos.

Os jovens ficaram impávidos rezando o terço e impedindo o acesso à Catedral.

Pablo, 21, foi um deles. Ele contou que os jovens estavam num encontro. Sabendo do perigo, só 100 deles foram defender a Sé.

“Tudo durou uma hora e quarenta minutos. Foi terrível, berravam, cuspiam, jogavam latas, aerossóis e pedras, rasgaram a bandeira argentina e atearam fogo nela. Nós só rezávamos a Ave Maria sem parar. Pedindo por cada criança abortada, pela Igreja e em reparação pelas blasfêmias”.

Homossexual faz parodia de benção sacerdotalEntretanto, acrescentou, “nos invadia uma paz extraordinária que não podia vir se não de Nosso Deis e Senhor que nos consolava”.

“Nós fomos dispostos a resistir até a última gota de sangue (...) Quando elas começaram a arrancar a bandeira alguns dos nossos quase caíram para defendê-la, então jogamos água benta e isto lhes deu novas forças”, lembrou.

Milhares de pessoas viram o filme na Internet e muitos acharam que a agressão abortista-feminista foi um testemunho palpável da ação de Satanás na vida hodierna.

Vitória final dos jovens católicosSegundo Pablo, após essa experiência, todos os jovens saíram fortalecidos e decididos a “viver a vida como ela verdadeiramente é: um combate, uma milícia”.

“Acredito que é hora de acordarmos, de tomar consciência de que se nós [os católicos] não o fazemos, ninguém o faz (...) o mundo aguarda de nós que vamos a conquistá-lo”, concluiu.


Veja as cenas dessa resistência que honra o nome católico:



Quero receber atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 18 de outubro de 2008

Dons portentosos de Frei Galvão

Frei Galvão
O Santo Frei Galvão tinha conhecimento até de certos fatos passados à distância. Episódio engraçado ocorreu com um negro de Itu que, estando doente, fizera a promessa de, uma vez curado, levar uma vara de frangos a Frei Galvão.

Desejando cumprir a promessa, amarrou numa vara doze frangos e se pôs a caminho de onde estava Frei Galvão.

Aconteceu que, no caminho, três dos frangos escaparam. Dois foram facilmente recuperados pelo homem, mas, por mais que este se esforçasse, não conseguia agarrar o terceiro, que era carijó. No afã de o prender, gritou:

— Pare aí, frango do diabo!

Na mesma hora o frango se atrapalhou na fuga, e foi fácil recuperá-lo.

Na hora de oferecer os frangos ao Santo, este os ia recebendo e agradecia um a um. Mas, quando chegou a vez do carijó, Frei Galvão disse que não o aceitava.

Ante o espanto do homem, explicou:

— Este, já o deste ao diabo.

O negro, confuso, levou de volta o carijó, e que este por certo morreu de velho, porque ninguém quereria se alimentar com carne que Frei Galvão recusara por ter sido entregue ao demônio.

Frei GalvãoUm dia, sendo Frei Galvão já bem idoso, tocou o sino do Recolhimento, convocando os fiéis para uma oração fora dos horários habituais. Explicou aos que acorreram que havia rebentado em Portugal uma Revolução, e pediu que todos rezassem.

Que revolução foi essa? Muito provavelmente a de 1820.

Parecia também ter prodigioso conhecimento à distância de certas necessidades dos fiéis, levando a eles imediato socorro.

Uma jovem de São Paulo queria ingressar na vida religiosa, mas enfrentava inflexível oposição dos pais.

Um dia em que novamente lhe negaram a autorização para seguir a vocação, ela chorando se retirou ao seu quarto e rezou, pedindo a Deus que enviasse Frei Galvão em seu auxílio.

Inesperadamente chega Frei Galvão à casa e se apresenta aos pais da moça. Demonstrando estar ciente de tudo o que ocorrera, obteve licença para que ela ingressasse no Recolhimento da Luz.

Em outra ocasião estavam as religiosas da Luz cantando o Ofício, quando perderam o tom. Por mais que se esforçassem, não conseguiam retomá-lo.

As normas não permitiam interromper o Ofício. Seria indispensável continuarem a rezá-lo de modo recitativo, não cantado.

Frei Galvão no convento da LuzEis que, nesse momento, aparece entre as freiras Frei Galvão, que entoa novamente o salmo e somente se retira depois de terem todas acertado o tom e prosseguido sem dificuldades.

O curioso é que nenhuma das Irmãs soube explicar como Frei Galvão se encontrava dentro do convento, uma vez que a portaria estava fechada e a Irmã porteira estava, com as outras, no coro.


Quero receber atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 11 de outubro de 2008

Jovens brasileiros ressuscitam música antiga

Alaude
Cada vez mais jovens paulistas vêm se dedicando à música antiga, embora os mais velhos achem retrógrado.

Eles jovens procuram melodias de épocas passadas, sobre tudo da Idade Média, do Renascimento e do período barroco, para as quais não há bem partituras, ou é difícil achar os instrumentos certos.

A tendência se reproduz nas cidades mais modernas do país.

Cravos, alaúdes e flautas de outros séculos voltam a ver a luz especial-mente recriados para atender a nova tendência.

Na Idade Média a música profana nasceu sob o bafejo inspirador do gregoriano. As notações eram simples.

O gregoriano criou a base da notação musical, porém dava mais importância ao “pneuma”, original desenho que transmitia a “alma” da partitura.

O mesmo acontecia com a música profana, com a diferença que de esta última ficaram poucos registros.

CravoA inspiração, o talento, as inúmeras e cambiantes circunstâncias do momento faziam com que de uma mesma partitura brotassem pelo talento do artista interpretações originais, tal vez ouvidas só uma vez na história.

Nos séculos seguintes exagerou-se no outro sentido: o de pôr acima de tudo a anotação escrita, aliás, boa e necessária.

Os luthiers (artesãos que fazem instrumentos de cordas, como o alaúde) de hoje constroem instrumentos o mais parecidos com os dos séculos XVII e XVIII.

Eles não pertencem a velhas linhagens de artesões, mas partem de zero.

É um renascer da tradição a partir da saudade de algo que as novas gerações não conheceram mas se perguntam por quê deixou de existir.

As vendas triplicaram no Brasil, porém, a maioria vai para o exterior. Há fila de espera de muitos meses.

E o público geral também apetece esta música pouco poluída pelos ritmos agressivos da modernidade.

Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Os estigmas do Padre Pio: holocausto pelos maus eclesiásticos, alguns dos quais o perseguiram





O Padre Pio de Pietrelcina recebeu em 1918 os estigmas de Jesus Crucificado, segundo informou a agência Zenit (22/9/08).

Foi durante uma aparição em que Nosso Senhor o convidou a unir-se à sua Paixão para participar da salvação sobre tudo dos eclesiásticos.

O dado foi esclarecido após a recente abertura dos arquivos do antigo Santo Ofício de 1939 (atual Congregação para a Doutrina da Fé).

De fato, o santo foi muito perseguido por seguidores dos autodenominados “progressistas” fautores da crise que abala a crise da Igreja. Eles abriram processos contra o Padre Pio nessa Congregação.

O fenômeno místico está descrito no livro “Padre Pio sotto inchiesta. L'autobiografia segreta” do sacerdote historiador italiano Francesco Castelli.

Padre PioO testemunho do santo foi recolhido por D. Raffaello Carlo Rossi, bispo de Volterra e Visitador Apostólico enviado pelo Santo Ofício para “inquirir” em secreto o Padre Pio.

O bispo julgou que a origem do fato extraordinário era divina, desmentindo ponto por ponto as hipóteses contrárias espalhadas pelo Pe. Agostino Gemelli. Este desqualificava os estigmas como mero “fruto da sugestão”.

O Padre Pio descreveu assim o acontecido:

“Em 20 de setembro de 1918, depois da celebração da Missa, ao entreter-me para fazer a ação de graças no Coro, em um momento fui assaltado por um grande tremor, depois voltei para a calma e vi Nosso Senhor com a postura de quem está na cruz.

“Não teria me impressionado se tivesse a Cruz, lamentando-se da falta de correspondência dos homens, especialmente dos consagrados a Ele e, por isso, mais favorecidos.

Corpo do Padre Pio na urna de cristal“Assim se manifestava que ele sofria e que desejava associar as almas à sua Paixão.

“Convidava-me a compenetrar-me com suas dores e a meditá-las: ao mesmo tempo , a ocupar-me da saúde dos irmãos. Imediatamente me senti cheio de compaixão pelas dores do Senhor e lhe perguntava o que podia fazer.

“Ouvi esta voz: 'Eu te associo à minha Paixão'. E logo depois, desaparecida a visão, voltei a mim, recobrei a razão e vi estes sinais aqui, dos quais pingava sangue. Antes não tinha nada.”

Corpo do Padre Pio na urna de cristalO Padre Pio relatou que em 7 de abril de 1913, Jesus, com “uma grande expressão de desgosto no rosto”, olhando para uma multidão de sacerdotes, disse-lhe:

“Eu estarei em agonia até o fim do mundo, por causa das almas mais beneficiadas por mim”.

Segundo o bispo Visitador, as feridas do Padre Pio não cicatrizavam.

Permaneciam inexplicavelmente abertas e sangrando, apesar de o frade ter tentado conter o sangue.

Corpo do Padre Pio no relicário de cristal“Isso testifica a favor de sua autenticidade, explica o Pe Castelli, porque o ácido fênico, que segundo alguns teria sido utilizado pelo Padre Pio para produzir as chagas, uma vez aplicado, acaba por consumir os tecidos, inflamando as áreas circundantes.”

“Das chagas se desprendia também um perfume intenso de violeta ao lugar do odor fétido causado pelos processos degenerativos, pelas necroses dos tecidos, ou pela presença de infecções”, completa o relatório.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Jovens católicos argentinos defendem Catedral de agressão de feministas, abortistas e lésbicas

Grande vitória moral obtiveram os jovens católicos argentinos da cidade de Neuquén (norte de Patagônia, capital do estado onde fica Bariloche). Eles vinham defendendo a vida contra as tentativas de impor o aborto no seu país.

Em 17 de agosto de 2008, militantes feministas, abortistas e lésbicas reuniram-se em Neuquén, no XXIII Encontro Nacional de Mulheres. Elas viram de todo o enorme país e de países vizinhos. Nesse domingo elas tentaram avançar por cima da catedral.

Os jovens perceberam que o percurso de uma passeata anunciada não era ingênuo. E decidiram resistir pacificamente rezando o terço nas portas prudentemente fechadas da Catedral. Quando a agressão aconteceu eles estavam lá.

Defesa da Catedral de Neuquén
Assim impediram toda profanação com garbo e coragem cristãos. Os slogans das agitadoras diziam tudo: “tirem seus terços dos nossos ovários”, “mulher que se organiza no passa mais camisas” ou “mulher escuta, une-te à luta”.

Os jovens católicos ficaram absolutamente por cima, malgrado as brutais e soezes provocações, insultos e agressões.

Milhares de pessoas de língua espanhola já viram este clip. Nelas ficou viva a impressão do auxílio sobrenatural que assistiu aos jovens lhes comunicando uma serenidade e uma grandeza de alma acima do habitual.

Também ficou claro para as testemunhas que o demônio existe e age por trás de pessoas de carne e osso, muitas vezes animadoras da “cultura da morte”, ou de certos governos populistas, esquerdistas, da América do Sul.

Veja as cenas dessa resistência que honra o nome católico:



Quero receber atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 13 de setembro de 2008

Católicos reagem no Tirol contra Museu de arte moderna que exibe crucifixo blasfemo

Bolzano, Luzes de Esperança
O Museu de Arte Moderna de Bolzano, Itália, instalou no seu ingresso uma obra que escarnece a Jesus Cristo.

Crucifixo blasfemo, BolzanoEle é figurado por uma “rã crucificada” de cor verde que segura um caneco de cerveja numa mão pregada na Cruz, um ovo na outra e mostra a língua.

O autor da blasfêmia é o alemão Martin Kippenberger.

Ele diz injuriosamente que a “obra” é uma sátira dos habitantes da região (Alto Adige, ou Tirol do Sul) “beberrões hipócritas, dedicados ao álcool e à blasfêmia, embora se digam católicos”.

A região é das mais católicas e conservadoras da Itália, e seus habitantes estão indignados.

Até os partidos políticos – ô surpresa! ‒ protestaram, o prefeito ameaçou fazer greve de fome e os Schutzen (associações de atiradores do Tirol) [foto] pretendiam sair em passeata.

Schutzen (associações de atiradores do Tirol)Os diretores do museu preferiram cobrir a “obra” com jornais. Poderiam, aliás, aproveitar o invólucro e jogá-la no lugar próprio: o lixo.

É o que desejam inúmeros tiroleses, que adoram Jesus Cristo e repudiam a absurda e blasfema sátira.


Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 30 de agosto de 2008

Coroação do novo rei de Tonga faz luzir a sacralidade do poder temporal

Rei de Tonga coroado pelo Arcebispo, Luzes de Esperança
No minúsculo reino de Tonga, Polinésia, foi coroado o novo rei George Tupou V [foto].

Ele foi ungido, recebeu o cetro, o anel e a coroa ornada de flo-res de lis e encimada por uma cruz do arcebispo – infelizmente anglicano.

Entre 1000 convidados de honra, figuravam o príncipe imperial japonês Naruhito e o duque de Gloucester, da Grã-Bretanha.

O rei portava culottes de seda, condecorações e longa capa bordada de ouro e forrada de arminho, carregada por jovens pajens. 21 disparos de canhão, o revoar dos sinos e o entusiasmo do povo saudaram a coroação.

A cerimônia evocou em modesta escala as pompas da realeza britânica, herdadas da Idade Média católica.

A chefia do Estado tem uma sacralidade intrínseca e para atingir seus fins deve se guiar pela Lei Divina. O laicismo anti-cristão que infecciona Ocidente após a Revolução Francesa é a causa das continuadas degradações nos governos.

Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Três mil iraquianos ingressam na Igreja Católica

Iraquianos ficam católicos na California. Blog Luzes de esperança
Três mil iraquianos, que vivem nos EUA (foto), abandonaram a cismática Igreja Ortodoxa Assíria junto com seu bispo, D. Mar Bawai Soro, e se tornaram católicos de rito caldeu — um dos ritos tradicionais que fazem parte dos tesouros inesgotáveis da Igreja Católica.

D. Mar Bawai Soro publicou elogio escrito sobre o poder de jurisdição universal do Papa. Há muito esses iraquianos tinham abandonado os erros de Nestório, que foram a causa do cisma.

Algumas centenas de iraquianos “ortodoxos” ingleses seguem a mesma via, informou The Catholic Herald de Londres. Na Inglaterra o caso é muito comentado, em vista de estranha aversão do episcopado católico às conversões, e sua ojeriza em relação às liturgias tradicionais.

Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

sábado, 26 de julho de 2008

Tradição vitoriosa: só é queijo camembert quando feito com métodos genuínos

A autenticidade do famoso queijo camembert [foto], da Normandia, França, há anos estava em risco de desaparecer.

As injunções da União Européia e de macro-atravessadores internacionais o constrangiam a ser fabricado com leite pasteurizado e não cru como é necessário para dar todo seu sabor.

A polêmica foi longe e até o príncipe Charles entrou em favor do camembert. A União Européia arrefeceu nos seu atropelos, mas a pressão dos atravessadores internacionais vinha reduzindo a um mínimo os produtores do bom camembert.

Mas, por fim, após anos de querelas judiciárias, os defensores da tradição levaram a melhor. O Comitê Nacional de Denominações do Instituto Nacional da Origem e Qualidade francês vem de estabelecer que só pode ser rotulado “camembert de Normandie” o feito com leite cru, tirado de vacas normandas, numa região definida da própria Normandia, além de outras exigências tradicionais de produção, refinamento e empacotamento, informou o diário “Ouest-France”.

O bom gosto e a tradição ganharam. As grandes fábricas deverão se adatar aos métodos artisanais para fazer o queijo autêntico.

Vitória da gastronomia genuína, da tradição. E quanto ganha a tradição, todos ganhamos.
Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Alunos renunciam aos eletrônicos e descobrem a família e a realidade


Os 254 alunos da escola primária de Ziegelwasser, França, renunciaram ao uso da TV, computador e consoles de videogame durante dez dias [foto], sob o olhar de especialistas.

O ambiente nas casas melhorou, os pais conversaram com os filhos nas refeições ou leram histórias para eles à noite. As mães se engajaram em tarefas nunca antes feitas pelos filhos como costura. Elas próprias começaram a se dizer “bom dia” umas às outras e a simpatizarem entre si.

A taxa de sucesso superou o 90%. As crianças querem repetir a experiência pois sentiram a ação benéfica dos pais.

A história parece conto da ciência-ficção mas foi descrita por diários como “Le Figaro, “Le Monde” e “Ouest-France”. Ela mostrou até que ponto o abuso atual dos eletrônicos extingue os relacionamentos mais básicos, e destrói a própria família.

Mas sabendo limitá-los a vida de família renasce com todos seus charmes e agrados.

Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

domingo, 8 de junho de 2008

Exibição sobre Maria Antonieta atrai multidões


A exibição sobre Maria Antonieta no Grand Palais, em Paris, ruma para um dos maiores sucessos no gênero.

Ela acontece não muito longe do local ‒ a Place de la Concorde ‒ onde a rainha foi martirizada.

Pela primeira vez em duzentos anos, uma exibição oficial é dedicada à última rainha da França do Ancien Régime.

A coleção de peças é fora de série.

Centenas de obras de arte e preciosidades exclusivas que marcaram a vida de Maria Antonieta!

Nada de parecido já fora feito sobre a rainha vítima da Revolução Francesa.

A exposição vai até o fim do mês de junho.

Mas, atenção! É tanto o público que quer entrar que as filas são intérminas.

Um amigo foi duas vezes e teve que desistir nas duas oportunidades.

O mais prudentes reservam um horário para entrar pela Internet.

A admiração comovida pela rainha de sonho que foi Maria Antonieta atrai multidões.

Sem sabê-lo, os facinorosos revolucionários, que a decapitaram depois de um julgamento iníquo e odioso, transformaram-na numa rainha mítica, cuja figura atravessa as épocas.




Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Imagem de Nossa Senhora de Lourdes jogada no rio pelos comunistas reaparece maravilhosamente no Camboja


Oito pescadores cambojanos encontraram uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes que tinha sido jogada no rio Mekong há 33 anos. A imagem mede 1,50 metros e pesa 160 quilos segundo informou o diário vaticano L'Osservatore Romano. A profanação ocorreu durante o genocídio perpetrado pela ditadura socialista de obediência chinesa.

Segundo o diário vaticano L’Osservatore Romano, os pescadores não souberam avaliar a importância religiosa da descoberta e venderam a imagem por poucas moedas.

Mas os católicos que sobreviveram ao extermínio comunista logo intuiram ao valor do providencial achado e ficaram com ela a troca de sete sacas de arroz.

Eles a doaram à paróquia de Areaksat, conhecida como Nossa Senhora da Paz. Os paroquianos organizaram uma procissão solene para entronizar a imagem da Virgem de Lourdes. A população a tem renomeado Nossa Senhora do Mekong.

Todo dia deste mês de Maio, grande número de pessoas tem se dirigido até ela e depositado flores a seus pes. As informações foram distribuídas pela agência Catholic News.

É sugestivo que a maravilhosa recuperação tenha acontecido no 150º aniversário das aparições de Nossa Senhora.

Até no longinquo e tão sofrido Camboja, Nossa Senhora de Lourdes faz milagres....

Tirado do blog Lourdes 150º aniversário, todas as aparições dia por dia

Quero atualizações instantâneas e gratuitas no meu email

domingo, 27 de abril de 2008

O corpo do santo Padre Pio exposto à veneração dos fiéis






O corpo do Santo Padre Pio foi do seu túmulo à igrejinha de Nossa Senhora das Graças, em São Giovanni Rotondo, 40 anos após sua morte.

Ele se encontrará lá alguns meses para veneração dos fiéis em rica urna de cristal.

O corpo não se encontra totalmente incorrupto, mas leva uma máscara de cera tirada da máscara mortuária do santo.

Ela reproduz com grande fidelidade a fisionomia do heroico religioso.

A aura de santidade do Padre Pio é tal que diante de sua urna parece que ele está presente em pessoa.

Uma multidão de fiéis acompanhou o traslado. O Cardeal José Saraiva Martins representou o Vaticano.

A nota desagradável foi dada pelo grupelho "Pro Padre Pio – L’Uomo della Sofferenza", formada por católicos progressistas, do gênero que vêm perturbando a vida da Igreja nas últimas décadas.

O grupo arguiu que este tipo de exposição e devoção aos santos "é de uma outra época" e tentou abriu processo na Justiça para impedir a veneração pública. A Justiça, sabiamente, recusou receber a queixa. O escritor Claudio Magris falou de "fetichismo".

Mas os fiéis católicos não ligaram. E estão indo com a piedade com que foram e irão os católicos de todas as épocas, desde o tempo das catacumbas, passando pela Idade Média até o fim dos tempos, para venerar os homens de Deus.

Já mais de 750.000 fizeram suas reservas até setembro em hotéis de San Giovanni Rotondo e região. Em total, aguarda-se a chegada de por volta de 1.500.000 romeiros.

terça-feira, 8 de abril de 2008

Elisabeth II: a rainha mais longeva da Grã-Bretanha

A rainha Elisabeth II, ao completar 81 anos, tornou-se a soberana britânica mais longeva da história.

Ela celebrou a data discretamente no castelo de Windsor, poucas semanas depois de comemorar o 60º aniversário de casamento.

O povo inglês regozijou-se. Quando os presidentes democráticos falam de 3º mandato, todos se enregelam, por motivo de interesses sucessórios. Mas nas monarquias, quanto mais duram os monarcas, mais o povo se sente feliz.

Nestes sintomáticos contrastes, sente-se a diferença entre os regimes políticos nascidos organicamente, sob o bafejo da Civilização Cristã, e os sistemas igualitários oriundos da Revolução Francesa.