terça-feira, 8 de outubro de 2019

Alatri: milagre da Hóstia Encarnada ratificou o dogma da Transubstanciação

Restos da Hóstia profanada e restituída duram até hoje
Restos da Hóstia profanada e restituída duram até hoje
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Em Alatri, Itália, o 13 março de 1228 se comemorou com nota especial o solene ato em que o Papa Inocêncio III, acompanhado pelo IV Concilio Lateranense, proclamou o dogma da Transubstanciação usando, por vez primeira, esse termo especifico e hoje obrigatório.

Naquele ano de 1228, o Papa Gregório IX publicou a Bula “Fraternitatis tuae” (13.3.1228) recolhendo os elementos essenciais do milagre eucarístico acontecido em Alatri.

Esse foi uma confirmação sobrenatural da proclamação do dogma da transubstanciação.

Um milagre que teve um efeito comparável à aparição de Nossa Senhora em Lourdes confirmando o dogma da Imaculada Conceição.

Esta verdade de Fé da transubstanciação ensina que a fórmula da consagração, pronunciada pelo sacerdote celebrante segundo prescreve o Missal, muda eficazmente a substância do pão e do vinho que passam a ser o verdadeiro Corpo e Sangue de Cristo.

Essa definição condenou a heresia de Berengário (filósofo e teólogo de Tours, França) que negava a transubstanciação e foi condenado por diversos Concílios.

No fim, Berengário se arrependeu e morreu reconciliado com a Igreja, mas muitos de seus sequazes continuaram com a heresia causando escândalos, lutas, cismas e desordens.

Lutero e os protestantes retomaram a mesma heresia, dizendo que na consagração o celebrante apenas rememora as palavras de Cristo.

Esses heresiarcas negam que há transubstanciação alguma, e o pão e o vinho continuam sendo mero alimento. Muitas vezes o consumem numa ceia gastronômica e solidária.

Os mesmos erros são propagados hoje por “católicos” ditos “progressistas”.

Eles costumam apresentar a Missa como mera comemoração da comunidade que reproduz a última ceia. Essa não teria passado de mais um jantar festivo pascal.

Esses erros são satanicamente obstinados e suscitam toda espécie de males doutrinários enganando muitos cristãos inconscientes.

Catedral de Alatri onde está exposto o milagre
Catedral de Alatri onde está exposto o milagre
Então se deixam tentar e cometem abusos contra o Santíssimo Sacramento.

Mas, a Divina Providência permitiu casos exemplares para preservar o respeito ao Corpo de Cristo presente nas Sagradas Espécies em virtude da transubstanciação.

Um desses foi o Milagre Eucarístico de Alatri que hoje podemos ler no próprio site da Prefeitura da cidade.

O caso se deu assim, segundo descreveu o Padre Nasuti no livro dedicado à narração de 17 milagres eucarísticos acontecidos na Itália:

“Uma moça, pouco maior do que uma adolescente, entristecida por um amor não correspondido, procurou uma feiticeira para ter de volta o amado de seu coração (...).

“A bruxa lhe sugeriu como solução arrumar uma hóstia consagrada com a qual ela prepararia um eficaz filtro amoroso.

“Vai na tua igreja – disse – e tira uma hóstia consagrada e eu te darei um filtro portentoso que trará teu namorado de volta a teu coração.

“A fim de recuperar o sujeito que desejava, a ingênua menina acabou mordendo a isca, abafou na hora a fraca voz de sua consciência.

– Mas é um pecado! sussurrou a garota.

– Cale a boca! Boba! Você quer ter seu namorado de volta?

– Sim.

– Então siga minhas instruções; vai à tua igreja amanhã, assiste à missa. E na hora certa, você se aproxima para receber a comunhão e sem atrair a atenção – recomendo – apressa-te para embrulhar a hóstia consagrada pelo sacerdote num lenço ou num pano de linho. Agora vai e quando você tiver a hóstia, volta aqui.

“Toda ofegante, com o coração inchado, a moça foi à missa do dia seguinte fez a comunhão e sem ser vista conseguiu levar para casa a hóstia consagrada envolta em um lenço.

“Enquanto aguardava para levar à feiticeira escondeu a partícula que lhe era de grande peso, dentro do armário do pão.

“Passou uma noite terrível, combatida pela dúvida entre levar a cabo o sacrílego intento ou devolver o Santíssimo ao Sacerdote.

“Passou assim três dias em uma tremenda dúvida: o que eu faço?

“Quando se decidiu a levar a hóstia consagrada para a feiticeira, abrindo o armário ela ficou atônita: em vez da hóstia branca ela encontrou uma porção de carne viva.

“Meu Deus, meu Deus! A pobre menina sacrílega começou a chorar, horrorizada. Agora o que eu faço? O que eu faço?

“Ela fugiu da casa tomada de pavor. Quando chegou à igreja, foi até o padre e, chorando, confessou seu terrível pecado.

“O ministro de Deus foi recolher o embrulho e o levou ao bispo, que era João V.

“O bispo se apressou em comunicar a notícia ao Sumo Pontífice Gregório IX, por escrito, pedindo conselhos sobre o que fazer”.

A Bula Fraternitatis tuae do Papa Gregório IX reconhecendo o milagre em 1228
A Bula Fraternitatis tuae do Papa Gregório IX reconhecendo o milagre em 1228
A Bula “Fraternitatis tuae” do Papa Gregório IX acima referida recolhe os elementos essenciais da carta em que o bispo Mons. Giovanni de Alatri informava sobre o prodigioso episódio e lhe solicitava instruções sobre como proceder.

O Papa não teve dúvidas e respondeu nessa Bula:

“Gregório bispo, servo dos servos de Deus ao venerável irmão de Alatri, saúde e bênção apostólica.

“Recebemos vossa carta, querido irmão, que nos informou, como uma certa jovem influenciada pelo mau conselho de uma mulher maléfica, depois de ter recebido das mãos do Sacerdote, o Corpo Santíssimo de Cristo, segurou-o na boca até que, aproveitando a oportunidade favorável, pôde escondê-lo num pano; onde, depois de três dias, encontrou o mesmo corpo que recebera em forma de pão transformado em carne, como todos ainda podem ver com seus próprios olhos.

“Já que ambas as mulheres têm tudo isso humildemente revelado a Vós, Vós solicitais nossa opinião sobre qual punição deve ser infligida aos culpados.

“Em primeiro lugar, devemos dar graças com todas as nossas forças Àquele que em todas as coisas opera de maneira maravilhosa, e em algumas ocasiões repete os milagres e suscita novos prodígios, com a finalidade de fortalecer a fé na verdade da Igreja Católica, sustentando a esperança, reacendendo a caridade, atraindo os pecadores, convertendo os iníquos e confundindo a maldade dos hereges.

“Portanto, meu caro irmão, através desta carta apostólica, nós dispomos que você inflija uma punição mais branda à jovem que acreditamos ter realizado a ação criminal mais por fraqueza do que por malícia, especialmente porque se acredita que ela se arrependeu o suficiente para confessar seu pecado.

“À instigante, porém, quem com sua perversidade a levou a cometer sacrilégio, depois de aplicar aquelas medidas disciplinares que julgamos apropriado confiar a seu critério, impõe-lhe que visite os bispos mais próximos e que confesse humildemente seu crime, implorando o perdão com devoção e submissão”.

A relíquia da partícula transformada em carne, hoje se encontra preservada num ostensório de cristal.

Nesse relicário é exibida permanentemente numa capela na nave direita da Basílica Co catedral de São Paulo, perto da Acrópole de Alatri.


(Fonte: Città di Alatri).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.