segunda-feira, 14 de outubro de 2013

S.S. Pio XII viu o “milagre do sol” quatro vezes no Vaticano


O “milagre do sol” tal como aconteceu em Fátima diante de 40.000 pessoas repetiu-se quatro vezes diante do olhar de S.S. Pio XII no Vaticano.

Segundo informou o vaticanista Andrea Tornielli, citado pela agência Zenit, o fato ficou consignado num bilhete manuscrito do próprio Papa que foi exposto na amostra “Pio XII: o homem e o Pontificado”, na Santa Sé.

O bilhete foi achado nos arquivos da família do Pontífice.

“Eu vi o ‘milagre do sol’, esta é a pura verdade”, escreveu ele.


No bilhete, Pio XII esclarece que o fato se deu em 30 de outubro de 1950, às 16 hs., durante seu habitual passeio pelos jardins vaticanos, perto de uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes.

"O sol, que estava ainda bastante alto, aparecia como um globo opaco amarelado, circundado ao redor por um círculo luminoso", que, contudo, não impedia em absoluto fixar o olhar «sem receber o mais mínimo incômodo. Havia uma pequena nuvem adiante».

A nota de S.S.Pio XII continua descrevendo "o globo opaco" que "se movia para fora ligeiramente, seja girando, seja movendo-se da esquerda para a direita e vice-versa. Mas dentro do globo se viam com toda clareza e sem interrupção fortíssimos movimentos".

O milagre se repetiu, segundo o Papa, nos dias 31 de outubro, 1º e 8 de novembro do mesmo ano, antes, durante e depois da definição do dogma da Assunção de Nossa Senhora.

Teriam sido avisos da Providência no sentido de que era chegada a hora de fazer a consagração da Rússia nos termos pedidos por Nossa Senhora em Fátima?

O fato é que esta ainda não foi feita e os erros socialo-comunistas seguem devastando o mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.