segunda-feira, 7 de maio de 2012

Restauração de Nossa Senhora da vitória de Lepanto

Nossa Senhora do Rosário, estava na nau capitânia em Lepanto
e foi atingida pelo fogo mouro
Na manhã de 7 de outubro de 1571, as naves de guerra da Santa Liga, embora minoritárias e em posição desfavorável, lançaram-se ao ataque contra a poderosa frota turca do almirante otomano Ali-Pachá que vinha a invadir Europa.

A batalha aconteceu nas proximidades de Lepanto, porto no estreito de igual nome que liga o Golfo de Patras ao de Corinto, na Grécia. Veja a localização da batalha.




Exibir mapa ampliado

À testa da frota católica estava a “Galera Real”, a nave de guerra mais formidável do Ocidente, propriedade de Sua Majestade Católica Felipe II, da Espanha.

Plano da batalha. Museu Vaticano.
Ornada luxuosamente com cores vermelhas e douradas, com numerosas esculturas e baixo-relevos, muitos deles religiosos, ela era comandada por Dom Juan d’Áustria, Almirante-em-chefe da frota católica.


A “Real” enfrentou-se diretamente contra “A Sultana”, o navio insígnia dos otomanos no qual estava Ali Pachá, que acabou sendo morto por um marinheiro espanhol.

No coração da “Real” havia uma imagem de Nossa Senhora, a verdadeira Rainha da frota em Cruzada contra o Islã invasor.

Essa imagem, que se acreditava perdida, foi recuperada e está sendo restaurada no Museu Naval da Espanha, noticiou o jornal “ABC” de Madri.

Ela representa Nossa Senhora do Rosário, mas é mais conhecida como Virgem da Vitória, pois conduziu os estandartes católicos para o grande e improvável triunfo de Lepanto.

Aparição de Nossa Senhora apavorando os muçulmanos decidiu a batalha
A imagem – que sofreu estragos na batalha e hoje está sendo restaurada – foi um presente dos venezianos a Dom Juan de Áustria, quem quis que a mesma ficasse com a Confraria das Galeras, na Igreja de San Juan de Lebrón, em Puerto de Santa Maria.

É todo um símbolo que está sendo restaurado, no momento histórico em que o Islã não oculta sua intenção de invadir novamente a Europa.


Um comentário:

  1. José Juarez Batista Leite15 de maio de 2012 10:50

    Faço votos de que a restauração dessa Imagem Sagrada de Nossa Senhora seja um prenúncio da restauração da Fé Católica nos países europeus.
    A vitória da frota católica em Lepanto foi uma verdadeira e manifesta intervenção de Deus na pessoa da Santíssima Virgem Maria.É preciso,também,registrar os esforços envidados pelo Sumo Pontífice São Pio V no sentido de mobilizar os príncipes europeus, da época, para barrarem a invasão turca na Europa.Além disso,convocou toda a Cristandade para que se fizessem preces públicas e procissões penitenciais.O próprio Papa, estando a rezar o terço com os seus familiares teve uma visão antecipada da Vitória e convidou os presentes a darem graças a Deus.Este acontecimento levou-o a instituir a festa de Nossa Senhora do Rosário e incluir na ladainha de Nossa Senhora a invocação "Auxilio dos Cristãos,rogai por nós!"

    ResponderExcluir

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.