segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Los Angeles proíbe venda legal de “maconha medicinal”

Dispensários de "maconha medicinal":vizinhos apontavam aumento insegurança
Dispensários de "maconha medicinal":
vizinhos apontavam aumento da insegurança.

A Câmara dos Vereadores de Los Angeles (EUA) proibiu por unanimidade a venda de maconha “com fins medicinais” em lojas especializadas, informou o jornal 'Los Angeles Times'.

Tentativas anteriores de limitar esse comércio com impostos e controles se revelaram ineficientes e inaplicáveis.

As 762 lojas autorizadas receberam carta intimando o fechamento imediato sob pena de processo judicial.



Maconha em Los Angeles: aguardando para ganhar receita legal
Aguardando para ganhar receita legal
Em 2010, a venda e consumo legal de maconha com finalidades medicinais ou “recreativas” foi reprovada em referendum pelos eleitores californianos.

Porém, os partidários da maconha encontraram juízes ideologizados que baixaram liminares e sentenças, em acinte contra a vontade popular expressa.

Entrementes, cresceram as queixas dos moradores de que esses locais “legais” eram uma contínua fonte de insegurança pública.

Os vereadores, temendo a reprovação popular, adotaram a draconiana e salutar norma.

Maconha legal alimentava ilegalidade
Maconha legal alimentava ilegalidade
Os drogados ainda poderão cultivar suas próprias mudas e até comparti-las com terceiros.

Porém, os viciados, muitas vezes entregues à inação por causa do vício, alegam que muitos deles não conseguirão produzir sua própria droga

A Câmara deixou aberta a possibilidade de manter alguns desses dispensários do vício, a titulo de exceção, caso se encontre neles algum meio de garantir o respeito da lei.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.