sábado, 28 de julho de 2007

Ser reacionário é considerado “moderno”


Antoine Compagnon, professor de Literatura Francesa na Universidade da Sorbonne, em Paris, defendeu em entrevista ao “Figaro Magazine” que hoje ser moderno não é mais exibir-se com a última coqueluche da moda intelectual ou material, mas sim mostrar-se reacionário e até contra-revolucionário. Vivemos, segundo ele, um momento em que a dianteira está com a antimodernidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.