sábado, 28 de julho de 2007

Bom senso joga “obra de arte” moderna no lixo

Gustav Metzger: autor da pseudo-"obra de arte"
Tate Gallery
Numa exposição de arte moderna na Tate Gallery, de Londres, uma das peças principais tinha o extravagante nome de Recreação da Primeira Demonstração Pública da Arte Autodestrutiva. Consistia num saco de lixo transparente cheio de jornais, papelão e outros pedaços de papel, junto a um lençol de nylon borrifado com ácido, além de uma escultura de metal sobre uma mesa. Essa “obra de arte” sumiu. Depois de muita procura, afinal descobriu-se a responsável: uma pobre faxineira de bom senso e sem más intenções achou que fosse lixo, e a jogou fora. O autor — o alemão Gustav Metzger — não teve muito trabalho em fazer outra, que agora é coberta às noites para protegê-la do bom senso e... da boa limpeza!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário! Escreva sempre. Este blog se reserva o direito de moderação dos comentários de acordo com sua idoneidade e teor. Este blog não faz seus necessariamente os comentários e opiniões dos comentaristas. Não serão publicados comentários que contenham linguagem vulgar ou desrespeitosa.